Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da expressão de miRNAs em neurônios diferenciados a partir de iPSC in vitro de indivíduos diagnosticados com Transtorno do Espectro Autista (TEA)

Processo: 19/24739-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2020
Vigência (Término): 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Embriologia
Pesquisador responsável:Taiza Stumpp Teixeira
Beneficiário:Camila Estevam Manzini
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Epigênese genética   Transtorno do espectro autista   Transtornos do neurodesenvolvimento   MicroRNAs   Diagnóstico clínico   Reação em cadeia da polimerase via transcriptase reversa quantitativa (qRT-PCR)   Técnicas in vitro

Resumo

O transtorno do espectro autista (TEA) é um trantorno do neurodesenvolvimento que apresenta importante componente ambiental. Assim, além da predisposição genética, os aspectos epigenéticos parecem estar envolvidos com esse transtorno. Alguns estudos têm demonstrado, por exemplo, alteração da expressão de microRNAs (miRNAs) no cérebro pós-mortem de pacientes com TEA. Nosso grupo demonstrou que, em modelos experimentais de TEA, miRNAs têm sua expressão alterada. Entretanto, não existem estudos amplos sobre as características epigenéticas, especialmente de miRNAs, neste transtorno. Assim, o objetivo deste estudo é investigar possíveis alterações na expressão de miRNA em neurônios diferenciados in vitro a partir de iPSC de pacientes TEA. Pacientes com diagnóstico clínico de TEA já foram recrutados. A partir das células do sangue foram obtidas iPSC, as quais serão diferenciadas em neurônios; estes, por sua vez, serão submetidos à extração de miRNAs, que terão sua expressão analisada por RT-qPCR. Os dados obtidos serão comparados com aqueles obtidos a partir de células mononucleares de sangue periférico e de espermatozoides de pais de pacientes ASD que estão sendo obtidos em dois outros estudos paralelos de nosso grupo, uma vez que este estudo é parte de um estudo mais amplo de nosso grupo sobre herança epigenética do TEA.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)