Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de parâmetros inflamatórios e de estresse oxidativo na próstata ventral de ratos expostos a uma mistura de ftalatos durante o desenvolvimento

Processo: 19/27297-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Embriologia
Pesquisador responsável:Wellerson Rodrigo Scarano
Beneficiário:Marcos Antonio Fernandes de Oliveira
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Toxicologia reprodutiva   Estresse oxidativo   Próstata   Inflamação   Mastócitos   Ftalatos   Angiogênese   Análise molecular   Modelos animais de doenças

Resumo

Os fatores ambientais têm influenciado de forma sistêmica no microambiente intra-uterino, o que tem gerado consequências importantes no desenvolvimento tardio devido a atuação destas substâncias como desreguladores. Cabe destacar que a maioria destas substâncias são comumente encontradas em materiais utilizados para embalar alimentos, brinquedos para crianças, esmaltes, produtos para cuidados especiais. Os ftalatos representam um grupo de substâncias onipresentes, amplamente utilizadas no meio industrial. Devida a constante dispersão de metabolitos dos ftalatos no ambiente, atualmente é possível detectá-las em diferentes concentrações na urina de gestantes, plasma e placenta dos seres humanos. Logo é importante compreender as consequências da exposição precoce dos indivíduos nos parâmetros reprodutivos e principalmente, no desenvolvimento. Estudo anterior do nosso grupo demonstrou que a exposição perinatal ao DBP (Di-n-butil-ftalato) aumentou a incidência de lesões pré-malignas e inflamatórias em animais adultos. Nesse sentido, o objetivo deste projeto será identificar se a mistura de 6 ftalatos (mais abundantes em amostras de urina e sangue de gestantes), durante o desenvolvimento, é capaz alterar parâmetros moleculares envolvidos com o processo inflamatório e o estresse oxidativo, fatores sabidamente importantes para o processo de carcinogênese na próstata. Para tal, ratas prenhes da linhagem Sprague Dawley serão distribuídas aleatoriamente em 3 grupos experimentais: C: (controle; veículo); T1: 20µg/kg/dia, T2:200mg/kg/dia (v.o. gavage); e expostas do dia gestacional 10 (DG10) ao dia pós-natal 21 (DPN21). Os ratos machos serão eutanasiados em dois momentos, nos DPN22 e DPN120. A próstata ventral será coleta e fixada para marcação de mastócitos e dos vasos sanguíneos (para a avaliação do processo angiogênico), para análises moleculares por RTq-PCR para marcadores inflamatórios e de estresse oxidativo, e para a atividade das enzimas antioxidantes no tecido nos DPN22 e DNP120. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)