Busca avançada
Ano de início
Entree

A influência das leituras sobre Agostinho na formação do conceito de facticidade do jovem Heidegger

Processo: 20/04567-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Pesquisador responsável:Andrey Ivanov
Beneficiário:Isadora Franco Felício dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Fenomenologia   Vida   Influências sociais   Compreensão da leitura   Análise de conteúdo   Martin Heidegger

Resumo

O presente trabalho pretende retomar os trabalhos de Martin Heidegger anteriores a "Ser e tempo" e analisar um conceito que participa na constituição da sua ontologia, o conceito de facticidade. Pretende-se descobrir em que medida há rupturas e continuidades em relação à linha agostiniana de pensamento no conceito de facticidade do jovem Heidegger. Analisaremos o impacto da leitura heideggeriana do livro X das 'Confissões' - encontrada na preleção "Interpretações fenomenológicas do livro X das Confissões'' - sobre a formação do conceito de facticidade na sua filosofia da juventude. Heidegger propõe, na década de 20, uma radicalização da metodologia filosófica que considera a experiência fática da vida, reconstruindo, assim, tanto a ciência histórica quanto conceitos clássicos da história da filosofia. Para isso, usaremos como base os comentários de Heidegger a Agostinho nos textos "Agostinho e o neoplatonismo", "Fenomenologia da vida religiosa" e "Confissões".

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)