Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da adição de ácido oléico na dieta de suínos sobre o perfil da resposta imunológica

Processo: 20/09351-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de setembro de 2020
Vigência (Término): 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Aline Silva Mello Cesar
Beneficiário:Izabela Mendes Bitencort
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/25180-2 - Efeito da adição de ácido oléico na dieta de suínos sobre o perfil da resposta imunológica e de ácidos graxos de diferentes tecidos, AP.JP
Assunto(s):Carnes e derivados   Perfil de ácidos graxos   Ácido oleico   Suínos   Carne suína   Dieta animal   Nutrição animal   Resposta inflamatória

Resumo

Os lipídios são uma classe de moléculas presentes em todos os tipos de células. Eles contribuem para a estrutura celular, armazenamento de energia e várias funções biológicas, da regulação transcricional aos processos fisiológicos. Essas moléculas também são responsáveis pelo valor nutricional da carne, que são diretamente influenciadas pela dieta do animal. A carne tem alto valor nutricional e é uma importante fonte de ácidos graxos insaturados (AG), como ácido oleico (OA, C18: 1 cis 9) e ácido linoléico (LA, C18: 2 cis9, 12), que têm efeitos benéficos para o ser humano. saúde. Estudos anteriores relataram uma importante contribuição da ingestão de OA para a saúde humana em geral, o que poderia levar a uma diminuição dos níveis de colesterol, risco de aterosclerose e ocorrência de diabetes. Além disso, a OA tem efeitos protetores contra infecções virais e desenvolvimento de câncer. A carne possui um perfil de ácidos graxos altamente insaturados e é considerada uma fonte importante de OA na nutrição e saúde humanas. Nossa hipótese é que a OA incluída na dieta final de suínos pode alterar o perfil de resposta inflamatória destes animais. Esse tipo de abordagem é pioneira no Brasil, potencialmente interessante, e que permitirá o treinamento e formação de recurso humano na área de estudo. O bolsista de receberá treinamento voltado para conceitos teóricos e práticos voltados para o estudo de parâmetros lipídicos e imunológicos associados à nutrição animal.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)