Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação remota de comportamentos específicos por aceleração tridimensional em lagartos teiú S. merianae

Processo: 20/07520-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia Comparada
Pesquisador responsável:Kênia Cardoso Bícego
Beneficiário:Ane Guadalupe Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Comportamento animal   Teiú   Salvator merianae   Monitoramento   Acelerometria   Modelagem tridimensional   Análise estatística de dados

Resumo

Com o advento das tecnologias contemporâneas para monitoramento remoto do comportamento, é possível determinar padrões de atividade diários e sazonais e interações organismo-ambiente em animais de vida livre sem interferência do experimentador. Entre esses dispositivos, os acelerômetros são utilizados para quantificar a atividade de animais por meio das mudanças de aceleração em três eixos ortogonais, X Y e Z, correspondentes à aceleração anteroposterior (impulso), lateral (balanço) e dorsoventral (elevação), respectivamente. A validação de padrões de comportamento a serem detectados pelos acelerômetros pode ser usada para medições remotas no campo. No presente estudo, utilizaremos sensores de aceleração tridimensional para descrever padrões comportamentais do lagarto teiú Salvator merianae. Esta espécie exibe um ciclo sazonal de hibernação durante o inverno e alta atividade na primavera e no verão, com a reprodução ocorrendo durante a primavera. Assim, o objetivo desse trabalho é validar o uso de aceleração tridimensional para distinguir comportamentos específicos de lagartos S. merianae em cativeiro, através da comparação da observação visual de comportamentos específicos com os dados de aceleração tridimensional. Nossa hipótese é que será possível detectar comportamentos específicos dos teiús a partir dos dados de aceleração tridimensional sem observação direta dos animais. Para isso, serão utilizados, 5 fêmeas e 5 machos, todos equipados com um colete onde ficará ancorado um acelerômetro na região dorsal, entre as escápulas. As gravações em vídeo dos comportamentos serão realizadas por meio de três câmeras posicionadas nas paredes do recinto dos animais, evitando assim, a presença do experimentador no local. A partir dos vídeos, serão identificados e classificados padrões de comportamento e os dados de aceleração serão então extraídos com a utilização do software SAS 9.4. para o cálculo das variáveis relacionadas à atividade dos teiús. Posteriormente estas variáveis serão usadas na análise estatística matemática do tipo Random Forest, que validará os modelos de comportamento. Ao final, serão apresentadas as precisões dos dados de aceleração para identificar cada comportamento específico e ainda a(s) melhor(es) variável(is) para essa identificação. Nossos resultados preliminares, com algumas teiús fêmeas durante a fase de reprodução, indicam a possibilidade de se identificar alguns comportamentos específicos a partir de dados de aceleração tridimensional. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)