Busca avançada
Ano de início
Entree

A Amazona: entre traços de uma revolução artística e vestígios sociais

Processo: 19/26706-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Fundamentos e Crítica das Artes
Pesquisador responsável:Luciano Migliaccio
Beneficiário:Gabrielle Natalie Gusmão Gomes de Araújo
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):História social   História da arte   Mulheres na arte   Representação de grupos   Questões sociais   Século XIX

Resumo

O presente projeto de pesquisa tem como objetivo aprofundar a análise da representação das mulheres no gênero dos retratos, tendo como objeto de estudo a obra A Amazona, pintada pelo francês Edouard Manet entre os anos 1870 e 1875. Esta pesquisa está inserida em um esforço conjunto de outros pesquisadores da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo que se dispõe a interpretar alguns dos retratos femininos presentes no acervo do Museu de Arte de São Paulo (MASP) e tem como pilar individual a Revolução Simbólica atribuída por Bourdieu a Manet. Isso porque reconhece que o caráter revolucionário do artista mantém consigo uma série de vestígios sociais, que, filiados, edificam uma leitura significativa para a compreensão das relações de gênero do contexto ao qual pertencem. A pesquisa busca entrecruzar o pensamento de autores que se ocupam em analisar a sociedade francesa do século XIX com o conteúdo publicado sobre Manet e a obra em estudo, para que seja possível vislumbrar as relações entre os elementos da tela e as questões sociais e de gênero do período em que se insere.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)