Busca avançada
Ano de início
Entree

Encapsulação de óleo de Neem em nanopartículas de PLGA

Processo: 20/02050-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Operações Industriais e Equipamentos para Engenharia Química
Pesquisador responsável:Liliane Maria Ferrareso Lona
Beneficiário:Izabella Wyne Inacio Alves Caetano
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia Química (FEQ). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Árvores   Plantas medicinais   Suplementos nutricionais   Reatores químicos   Polímeros

Resumo

O Neem é uma árvore milenar que é utilizada na Ásia como planta medicinal, mas que foi trazida para o Brasil no final dos anos 80. Os componentes do neem têm propriedades praguicidas, anti-inflamatórias, antisépticas, antifúngicas, antibacterianas, entre outras; e mais recentemente, descobriu-se suas propriedades anticâncer. As excelentes propriedades do neem, combinadas com o interesse cada vez maior no uso de nutracêuticos, tornam o interesse no neem evidente. Os compostos ativos estão presentes em todas as partes da planta, mas a semente se destaca, por conter mais de 100 deles. Entretanto, os ácidos graxos insaturados presentes no óleo de neem são suceptíveis à oxidação, causando a perda de suas propriedades benéficas. Para evitar a degradação do neem e permitir uma liberação mais controlada do ativo, este projeto de mestrado estudará a encapsulação do óleo de neem em nanopartículas de Poli (L-ácido láctico-co-ácido glicólico) - PLGA; um polímero biocompatível e biodegradável; usando a técnica de emulsão simples por evaporação do solvente. Salienta-se existe apenas um trabalho na literatura (de 2019) onde o neem é encapsulado em partículas de PLGA, mas utiliza-se a técnica de nanoprecipitação e poucos resultados são apresentados. Neste projeto de mestrado, além da análise da morfologia e das propriedades no material, será estudada a cinética de liberação, a eficiência de encapsulação, a eficácia do produto obtido e sua citotoxicidade, com vistas a uma aplicação na área médica. Para isso, contatos estão sendo feitos com um grupo de pesquisa na área de biologia, além do início de uma parceria com um grupo FEQ/Unicamp que pesquisa curativos bioativos em spray, com o qual estamos elaborando um projeto temático na área de materiais bioativos, com o objetivo de incorporar partículas produzidas neste projeto de mestrado no referido curativos em spray. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)