Busca avançada
Ano de início
Entree

Qualidade de vida e nível de atividade física em pacientes com hipertensão arterial pulmonar e hipertensão pulmonar tromboembólica crônica

Processo: 19/21153-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2020
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Mônica Corso Pereira
Beneficiário:Vitória Veronez
Instituição-sede: Hospital de Clínicas (HC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Pneumologia   Embolia pulmonar   Hipertensão   Hipertensão pulmonar   Tromboembolismo   Tolerância ao exercício   Qualidade de vida   Atividade física   Inquéritos e questionários   Estudos transversais

Resumo

A Hipertensão Pulmonar (HP) abrange um grupo de pacientes cujas características fisiopatológicas e hemodinâmicas os classificam em cinco grupos. Este estudo dará enfoque ao primeiro grupo que inclui a hipertensão arterial pulmonar (HAP), condição diagnosticada após excluir outros fatores causais; e para o quarto grupo, que engloba a hipertensão pulmonar secundária ao tromboembolismo crônico (HP/TEPc). Embora essas condições tenham aspectos hemodinâmicos em comum, a resposta ao tratamento, a evolução e o prognóstico difere entre elas. O objetivo do presente estudo é avaliar a qualidade de vida, o nível de atividade física diária, as barreiras para realizar atividades físicas, o perfil hemodinâmico e a capacidade funcional de pacientes com HAP e HP/TEPc. Métodos: trata-se de estudo transversal, observacional, para o qual pacientes com mais de 18 anos acompanhados no ambulatório de Circulação Pulmonar do Hospital de Clínicas da Unicamp e com diagnóstico previamente estabelecido de HAP ou HP/TEPc serão convidados a participar. Caso concordem e após assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido os indivíduos serão caracterizados quanto ao grau de dispneia (classe funcional), realizarão avaliação funcional a partir do teste de caminhada de seis minutos e serão submetidos ao ecocardiograma para análise do perfil hemodinâmico. Além disso, serão aplicados três questionários [questionário de qualidade de vida (SF-36), atividades de vida diária (Manchester Respiratory Activities of Daily Living - MRADL) e questionário de barreiras percebidas]. Será feita a análise descritiva dos achados em cada um dos grupos, e realizada a comparação entre eles para todas as variáveis coletadas. Espera-se que esse estudo contribua para melhorar o entendimento dos aspectos envolvidos na limitação aos esforços, achado clínico característico dos pacientes com hipertensão pulmonar. Os pacientes com HP/TPEc parecem ter maior gravidade na intolerância ao exercício que os pacientes com HAP, mesmo para um mesmo nível de acometimento hemodinâmico. Compreender os mecanismos adaptativos e o impacto na vida diária da limitação aos esforços nesses grupos de HP pode contribuir para melhor qualificar e personalizar o cuidado terapêutico nessas graves e progressivas condições crônicas.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)