Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação de possíveis modificadores genéticos em pacientes com a síndrome da deleção 22q11.2

Processo: 20/04975-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2020
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Maria Isabel de Souza Aranha Melaragno
Beneficiário:Beatriz de Carvalho Nunes
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Genética médica   Síndrome da deleção 22q11   Evolução fenotípica   Herdabilidade   Variação genética   Investigação laboratorial

Resumo

A síndrome da deleção 22q11.2 é causada pela perda de segmentos de DNA de uma região do cromossomo 22 que contém LCRs, ou duplicações segmentais, sendo mais frequentes as deleções de 3 Mb e 1,5 Mb de DNA. A expressão fenotípica da síndrome é muito heterogênea, e parece não estar relacionada ao tamanho das deleções, sendo muito variável mesmo em pacientes com deleções semelhantes e em pacientes da mesma família. Apesar de os genes sensíveis à dose mapeados na região deletada serem os principais candidatos ao fenótipo, sugere-se que mecanismos mais complexos tenham papel no fenótipo da síndrome. Um destes é a presença de modificadores genéticos em outras regiões do genoma, que podem modificar a gravidade do fenótipo estabelecido pela deleção 22q11.2. Esses fatores ainda são pouco conhecidos, mas sugere-se a participação de variações do número de cópias (CNVs - copy number variation) e de variantes de nucleotídeo único (SNVs - single nucleotide variant) localizadas em diversas regiões do genoma. Sendo assim, este trabalho tem como objetivo avaliar a herdabilidade de CNVs e sua contribuição como modificador do fenótipo em trios (probando, pai e mãe). Além disso, pretende-se validar uma variante previamente identificada pelo nosso grupo de pesquisa, localizada no gene JAM3, relacionada ao fenótipo cardíaco da síndrome. Os resultados obtidos permitirão uma maior compreensão do papel de modificadores genéticos na variabilidade fenotípica da síndrome da deleção 22q11.2.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)