Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do efeito de estímulos visuais em peixes elétricos de campo fraco Gymnotus carapo

Processo: 19/26178-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Biofísica - Biofísica de Processos e Sistemas
Pesquisador responsável:Reynaldo Daniel Pinto
Beneficiário:Beatriz Saiani Bellini
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Instrumentação   Sistema visual   Fotorreceptores   Peixes elétricos   Gymnotiformes

Resumo

Gymnotus carapo possui um órgão gerador de pulsos elétricos (que se propagam na água ao redor do animal) e um extenso sistema sensorial elétrico espalhado pelo corpo, ambos integrados a seu sistema nervoso, constituindo um "sentido elétrico". Assim, eles são capazes de "enxergar" uma imagem elétrica dos arredores e de estabelecer uma espécie de comunicação elétrica com seus coespecíficos. Existem muitos trabalhos sobre o sentido elétrico destes animais, mas pouco é conhecido sobre suas outras modalidades sensoriais. Sabe-se que são muito sensíveis a qualquer tipo de estímulo (visual, elétrico, mecânico, etc.), reagindo imediatamente com acelerações transientes dos pulsos de seu órgão elétrico, o que é chamado de Novelty Response (NR). Neste projeto pretendemos construir um aparato experimental para produzir estímulos visuais simples. LEDs coloridos serão posicionados de modo a produzir pulsos de luz no interior de um aquário onde será instalado um fotorreceptor para medir a intensidade luminosa que chega ao peixe. O aparato irá captar e gravar os pulsos elétricos produzidos pelo peixe enquanto este se movimenta livremente, assim como a intensidade dos estímulos luminosos que chega ao interior do aquário. Pretendemos usar a NR como ferramenta para estudar a sensibilidade do sistema visual à cor e à intensidade do estímulo luminoso. Os estímulos luminosos, sempre separados por longos intervalos apagados, serão produzidos com os parâmetros, cor, duração e intensidade seguindo padrões preestabelecidos. Na análise de dados, a ocorrência de NR e sua relação de causalidade com cada estímulo será usada para inferir se este foi ou não percebido pelo animal e determinar sua sensibilidade aos parâmetros do estímulo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)