Busca avançada
Ano de início
Entree

Associação entre polimorfismos no fator de necrose tumoral-alfa e seus receptores e persistência da periodontite apical pós-tratamento

Processo: 19/16038-3
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2020
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Manoel Damiao de Sousa Neto
Beneficiário:Guilherme Piedade Assed de Castro
Instituição Sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Periodontite   Lesões periapicais   Sequenciador de DNA   Remodelação óssea   Suscetibilidade   Reação em cadeia por polimerase (PCR)   Mediadores da inflamação   Polimorfismo genético
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Lesão Periapical | Mediadores inflamatorios | Polimorfismo genético | Remodelação óssea | Endodontia

Resumo

Polimorfismos genéticos são diferenças na sequência do DNA humano que podem alterar a expressão gênica e influenciar na susceptibilidade do organismo frente a doenças bem como nas suas respostas ao meio ambiente. Desta forma, além de fatores microbianos e mecânicos relacionados ao canal radicular propriamente dito, fatores intrínsecos ao hospedeiro podem interferir no sucesso do tratamento endodôntico e na necessidade de reintervenção. Este estudo investigará aspectos moleculares envolvidos na persistência de lesões periapicais pós-tratamento, por meio da coleta de amostras de saliva para compor um banco de DNA, extração do material genômico, avaliação clínica, radiográfica, e genotipagem por análise de discriminação alélica por PCR em tempo real. Os exames clínico e radiográfico serão usados como parâmetros fenotípicos para a compreensão dos aspectos moleculares envolvidos na etiologia da infecção endodôntica persistente. Pacientes com diagnóstico de necrose pulpar que, 12 meses após o tratamento endodôntico, ainda apresentarem lesão periapical persistente (n= 200) e pacientes com reparo da lesão (grupo controle; n= 200) serão incluídos no estudo. Amostras de saliva recém-coletas, bem como aquelas que já estão armazenadas no banco, serão utilizadas como fonte de DNA genômico. Após o processamento das amostras, será realizada a genotipagem para o mediador solúvel fator de necrose tumoral-alfa (TNF) e dos receptores 1 e 2 do TNF-± (TNFRSF1A e TNFRSF1B, respectivamente), por PCR em tempo real. Os testes qui-quadrado, exato de Fisher e o calculo da razão de chances (Odds Ratio) serão utilizados para avaliar se algum genótipo ou alelo estão associados com a lesão periapical persistente. O nível de significância estabelecido será de 5%.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PIEDADE DE CASTRO, GUILHERME ASSED; FERREIRA PETEAN, IGOR BASSI; GARCIA DE PAULA-SILVA, FRANCISCO WANDERLEY; KUCHLER, ERIKA CALVANO; ANTUNES, LEONARDO DOS SANTOS; BEZERRA SEGATO, RAQUEL ASSED; BEZERRA DA SILVA, LEA ASSED; CORREA, SILVA-SOUSA ALICE; SOUSA-NETO, MANOEL DAMIAO. Genetic polymorphism in the tumour necrosis factor alpha gene (G-308A) is associated with persistent apical periodontitis in Brazilians. International Endodontic Journal, v. 56, n. 1, p. 10-pg., . (19/16038-3)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.