Busca avançada
Ano de início
Entree

Encomiendas de índios nos ervais de Mbaracayú (1600-1632)

Processo: 19/11156-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de março de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História da América
Pesquisador responsável:José Carlos Vilardaga
Beneficiário:Bruno Felipe Ferreira Inocencio
Instituição-sede: Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Guarulhos. Guarulhos , SP, Brasil
Assunto(s):História indígena   Trabalho indígena   Erva-mate   América Colonial   Paraguai

Resumo

O presente projeto tem como objeto de estudo o trabalho indígena nos ervais de Mbaracayú, no Paraguai colonial. Projetamos analisar a maneira como o sistema de encomiendas agiu sobre a realidade dos índios no contexto de produção da erva-mate. Longe de considerar os índios apenas como mão de obra, nosso segundo objetivo é compreender como esses indígenas, agentes ativos de sua história, interagiram, reagiram e negociaram nesse circuito colonial de exploração. Dessa forma, pretendemos promover uma sistemática análise bibliográfica do contexto paraguaio das três décadas iniciais do século XVII, considerando a lógica mais geral da colonização e a dinâmica específica regional. O corpus documental da pesquisa é composto pelas Ordenanzas de Alfaro; pela obra "Conquista Espiritual" do padre jesuíta Antônio Ruiz de Montoya; e por documentos produzidos por cabildos, padres, jesuítas, visitadores e outras autoridades. Muitos deles foram publicados nas coletâneas de Jaime Cortesão, Afonso Taunay (Anais do Museu Paulista) e Carlos Jensen, e outros, manuscritos, estão disponíveis na plataforma virtual do Arquivo Nacional de Assunção e no Portal de Arquivos Espanhóis (PARES). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)