Busca avançada
Ano de início
Entree

Estereotipias da velhice e cultura organizacional: um estudo de suas relações em Instituições de Longa Permanência para Idosos

Processo: 19/21234-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração
Pesquisador responsável:Celeste José Zanon
Beneficiário:Ana Luiza Blanco
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Geriatria   Assistência a idosos   Cultura organizacional   Instituição de longa permanência para idosos   Coleta de dados   Relatos de casos   Entrevistas (psicologia)

Resumo

O Brasil tem aproximadamente 22 milhões de pessoas idosas e estima-se que até 2040 este número triplique. O expressivo aumento da longevidade oferece desafios e oportunidades para os modelos de atendimento à população idosa, assim como fomenta reflexões sobre o modo como o idoso é percebido nesses espaços e as consequências que se estabelecem diante disso. Esse estudo torna-se necessário para contribuir na compreensão da relação entre os estereótipos do envelhecimento com a cultura organizacional de Instituições de Longa Permanência Para Idosos (ILPI's). Trata-se de uma pesquisa com abordagem qualitativa, do tipo estudo de casos múltiplos, com a finalidade da obtenção de categorizações de evidências. O objetivo é analisar como os estereótipos do envelhecimento sobre a ótica dos residentes e da equipe de Instituições de Longa Permanência para Idosos são refletidos pelos traços culturais da organização. Participarão deste estudo, membros da equipe e residentes da instituição. Serão utilizadas as seguintes medidas de avaliação para a coleta de dados: diário de campo; registros de observações e um Protocolo de Estudo de Caso, composto por Procedimentos Iniciais e por uma Entrevista Aberta com Roteiro Semi-Estruturado. Os dados serão organizados e analisados através do software Atlas Ti. Espera-se que os resultados possam auxiliar na criação de iniciativas que promovam mudanças na cultura organizacional de ILPI's e na adoção de uma gestão estratégica para reforçar estereotipias positivas e minimizar as negativas - garantindo novas formas do processo de cuidar e da ressignificação social do envelhecimento. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)