Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação de alphaviroses em insetos hematófagos

Processo: 19/11384-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2020
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Marcia Aparecida Speranca
Beneficiário:Luana Prado Rolim de Oliveira
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia molecular   Doenças transmissíveis   Infecções por Arbovirus   Alphavirus   Arbovirus   Vetores de doenças   Extração de RNA

Resumo

Arboviroses são infecções virais transmitidas por artrópodes (mosquitos), causadas por vírus de diversos gêneros, entre eles o Alphavirus, pertencente à família Togaviridae. Dentre as espécies de alphavirus que acometem os países do continente americano e que possuem importância médica, estão: o vírus da Febre do Mayaro, o vírus da Febre Chikungunya e o vírus da Encefalite Equina. A biologia molecular é utilizada amplamente como método de isolamento viral em vetores e dentre a diversidade de técnicas disponíveis para a identificação de arbovírus, a reação de transcriptase reversa seguida da reação em cadeia da polimerase (RT/PCR) é uma das mais utilizadas. O método de extração de RNA viral em vetores mais utilizado atualmente envolve a maceração do inseto, danificando a morfologia e impossibilitando a identificação morfológica do vetor. Buscando integrar estudos moleculares e morfológicos, o método enzimático de extração de material genético em artrópodes, desenvolvido pelo nosso grupo de pesquisa, possibilita a identificação de material genético de agente patológicos e de vertebrados presentes no inseto, além de viabilizar a identificação morfológica e molecular do inseto estudado. Este projeto tem como objetivo a detecção de alphavirus presente no Novo Mundo em insetos dípteros coletados em parques públicos da região do ABC paulista (Santo André e São Bernardo do Campo) e do município de Marília. A metodologia aplicada envolverá a realização da coleta e identificação dos insetos presentes nas regiões incluídas no estudo, a extração de RNA dos insetos através do método enzimático com proteinase K seguido do diagnóstico de alphavirus por RT/PCR, a identificação da origem do sangue presentes nos insetos hematófagos ingurgitados por PCR e a identificação taxonômica de insetos positivos para alphavirus. A detecção por PCR será realizada utilizando oligonucleotídeos descritos na literatura para Chikungunya, Mayaro e animais vertebrados, incluindo humanos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RANGEL, MARINA E. O.; OLIVEIRA, LUANA P. R.; CABRAL, ALINE D.; GOIS, KATHARYNA C.; LIMA, MARCOS V. M.; REIS, BEATRIZ C. A. A.; FONSECA, FERNANDO L. A.; SPERANCA, MARCIA A.; GEHRKE, FLAVIA S.; LAPORTA, GABRIEL Z.. Dengue-2 and Guadeloupe Mosquito Virus RNA Detected in Aedes (Stegomyia) spp. Collected in a Vehicle Impound Yard in Santo Andre, SP, Brazil. INSECTS, v. 12, n. 3, . (16/14514-4, 19/11384-0, 16/14457-0)
ALINE DINIZ CABRAL; LUANA PRADO ROLIM DE OLIVEIRA; JULIANA SÁ TELES DE OLIVEIRA MOLINA; ANDREIA MOREIRA DOS SANTOS CARMO; RODRIGO BUZINARO SUZUKI; CAMILA MARCONDES DE OLIVEIRA; LUCIAMARE PERINETTI ALVES MARTINS; CARLOS ROBERTO PRUDENCIO; ANDRÉ ETEROVIC; MÁRCIA APARECIDA SPERANÇA. Epidemiological and genetic aspects of the largest dengue outbreak recorded in 2015 in Southeastern Brazil. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, v. 63, . (19/11384-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.