Busca avançada
Ano de início
Entree

O uso de tecnologias de transporte eletro-assistivo: relações entre usuário e produto

Processo: 19/21498-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Desenho Industrial - Desenho de Produto
Pesquisador responsável:Fernanda Henriques
Beneficiário:Lucas Gabriel Vieira Soares
Supervisor no Exterior: Emilene Zitkus de Andrade
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (FAAC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Huddersfield, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:18/24078-2 - Da tração animal à bicicleta elétrica-assistida design social e inclusivo para melhoria nas condições dos catadores de reciclagem, BP.IC
Assunto(s):Inclusão social   Bicicletas   Catadores   Reciclagem   Protótipo   Engenharia de transportes

Resumo

O presente projeto é parte integrante da pesquisa em andamento intitulada "Da tração animal à bicicleta elétrica-assistiva: design social e inclusivo para melhoria nas condições dos catadores de reciclagem", processo FAPESP n° 2018/24078-2, que tem como objetivo principal o detalhamento em um projeto técnico, para uma possível prototipação, uma carroça de transporte de materiais recicláveis que utilize tração a partir de uma bicicleta elétrica assistiva. A pesquisa aprovada e em desenvolvimento já previa o estudo de tecnologias de transporte individuais assistivos, tais como as bicicletas eletro-assistivas nas quais seja possível transportar uma certa quantia de carga, essas tecnologias são mais comuns em países desenvolvidos, em especial Europa, onde se localiza as principais empresas desenvolvedoras de produtos similares ao proposto pela pesquisa, como a Volt e a Oxygen. No entanto, são escassas no interior de São Paulo e até mesmo no Brasil a possibilidade de ampla análise "in loco" da utilização de veículos eletro-assistivos como também uma maior coleta de informações com usuários, entrevistas com empresas locais e demais pesquisadores envolvidos a fim de verificar a eficácia e pertinência do projeto. Dessa maneira, a obtenção de uma Bolsa Estágio de Pesquisa no Exterior (BEPE) trará novos subsídios para uma inédita aplicação de tecnologias de transporte eletro-assistido para o desenvolvimento social de uma parcela marginalizada da população. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)