Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de alvos oncogênicos na próstata de ratos expostos a misturas de ftalatos durante o desenvolvimento perinatal: estudo transgeracional

Processo: 19/13823-1
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2019
Vigência (Término): 30 de setembro de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Embriologia
Pesquisador responsável:Wellerson Rodrigo Scarano
Beneficiário:Ariana Musa de Aquino
Instituição Sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):21/06617-6 - Perfil proteômico e fosfoproteômico da próstata de ratos senescentes expostos a uma mistura de ftalatos durante a gestação e lactação, BE.EP.DR
Assunto(s):Toxicologia   Oncologia   Próstata   Ftalatos   Expressão gênica   Análise de sequência de DNA   Proteômica   Período perinatal   Modelos animais
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:desenvolvimento | expressão gênica | ftalatos | Oncogênese | perfil proteômico | Próstata | Toxicologia do Desenvolvimento e Oncologia Molecular

Resumo

O microambiente intrauterino têm sido alvo de importantes alteração devido a interferência de fatores ambientais e/ou socioeconômicos, que podem gerar consequências tardias e transgeracionais. Os ftalatos representam uma classe de moléculas detectadas em diferentes concentrações no leite materno, na urina de gestantes, no líquido amniótico e na placenta humana e de roedores. Estudos anteriores mostraram que a exposição perinatal a ftalatos isolados aumenta a susceptibilidade a carcinogênese prostática. Sendo assim, o estudo busca investigar o perfil de expressão gênica por sequenciamento e o perfil proteômico da Próstata Ventral (PV) de ratos expostos a uma mistura de ftalatos em diferentes concentrações, com enfoque em possíveis alvos oncogênicos e/ou relacionados ao desenvolvimento, de animais expostos no período perinatal (F1), bem como seus descendentes (F2). Para isso, ratas prenhes da linhagem Sprague Dawley serão distribuídas aleatoriamente em 4 grupos experimentais: G1: (controle; veículo); G2:20µg/kg/dia, G3:200µg/kg/dia e G4:200mg/kg/dia (v.o. gavage); e expostas do dia gestacional 10 (DG10) ao dia pós-natal 21 (DPN21). Os ratos machos da geração F1 serão eutanasiados em dois momentos, nos DPN22 e DPN120. Fêmeas e machos expostos que não forem eutanasiados (F1) serão acasalados com animais não expostos, e seus descendentes (F2) serão eutanasiados no DPN22. A PV de animais das gerações F1 e F2 será coletada para a análise do da expressão gênica por sequenciamento (F1/DPN22) e por RTq-PCR (F1/DPN120 e F2/DPN22). De acordo com o perfil de expressão gênica, serão selecionados os grupos tratados com maior alteração na expressão para a realização do perfil proteômico, com o intuito de comparar os alvos gênicos e proteicos e traçar possíveis mecanismos moleculares que possam estar relacionados com os efeitos dos tratamentos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)