Busca avançada
Ano de início
Entree

A semente e os vagalumes: historiografia brasileira e a herança dos Annales (1935-1985)

Processo: 19/07120-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2024
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História
Pesquisador responsável:Miguel Soares Palmeira
Beneficiário:Mariana Ladeira Osés
Instituição Sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):22/08095-0 - Do outro lado do Atlântico: os estágios doutorais de historiadores brasileiros na França entre 1970 e 2000, BE.EP.DR
Assunto(s):História intelectual   História comparada   Historiografia   Recepção   Século XX   Brasil   França (país)
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Escola dos Annales | História Comparada | Historiografia Brasileira | Recepção | História Intelectual

Resumo

A presença de Fernand Braudel na "missão francesa" fundadora do Departamento de História da Universidade de São Paulo é usualmente tida como gênese de uma relação genética entre a dita "historiografia uspiana" e a historiografia dos Annales. Apesar do nível de arraigamento da crença nessa "herança", poucos estudos críticos foram conduzidos a respeito das contradições e anacronismos que ela entretém, bem como a respeito de sua historicidade e de seu desenvolvimento diacrônico. Aqui, propõe-se suprir essa lacuna analisando-se, em perspectiva comparada, o desenvolvimento histórico da noção de "herança dos Annales" na USP e em outros polos de produção historiográfica brasileiros onde atuaram agentes que nutriram, ao longo do século XX, relações estreitas com o grupo francês. Com isso, objetiva-se investigar de que modo a reivindicação de uma "herança dos Annales" é impactadas pelas trajetórias individuais desses agentes; pelas mutações no campo historiográfico brasileiro e pelas alterações da posição dos Annales na historiografia francesa e mundial. Avança-se, assim, a hipótese de que essa "herança" não seja monolítica e estável, mas, pelo contrário, multifacetada e diacronicamente mutável, modulada tanto pelas disposições subjetivas dos agentes que a enunciam quanto pelas mudanças históricas nas condições objetivas de produção historiográfica no Brasil e na França. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)