Busca avançada
Ano de início
Entree

Progressão de marcadores de Aterosclerose subclínica e padrões alimentares a priori: uma análise ao estudo longitudinal em saúde do adulto (ELSA-Brasil)

Processo: 19/13424-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Pesquisador responsável:Dirce Maria Lobo Marchioni
Beneficiário:Leandro Teixeira Cacau
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):20/12326-1 - Associação entre um índice baseado na dieta da saúde planetária e desfechos de risco cardiovascular: análise de estudos epidemiológicos, BE.EP.DD
Assunto(s):Epidemiologia nutricional   Padrão alimentar   Saúde do adulto   Aterosclerose   Doenças cardiovasculares

Resumo

A avaliação de marcadores do risco de Doenças Cardiovasculares (DCVs) é uma ferramenta na identificação de processos ateroscleróticos assintomáticos. O escore de Cálcio Arterial Coronariano (CAC) e a Espessura Médio-Intimal das Carótidas (EMIC) são exames utilizados para averiguar a presença de Aterosclerose subclínica. Um dos fatores de risco associados as DCVs é a dieta, e, portanto, formas de avaliação da qualidade da dieta são importantes para a compreensão de seu papel no desenvolvimento desta condição clínica. O objetivo deste projeto é investigar a associação entre os padrões alimentares a priori na população participante do Estudo Longitudinal em Saúde do Adulto (ELSA-Brasil) e a progressão de marcadores de Aterosclerose subclínica. O ELSA-Brasil é um estudo de coorte multicêntrico realizado em mais de 15 mil funcionários com idades entre 35 a 74 anos de 6 instituições públicas distribuídas em 3 regiões do país. Serão utilizados os dados sociodemográficos, de consumo alimentar obtidos por questionário de frequência alimentar na primeira onda do estudo e os resultados dos exames de CAC na primeira e segunda onda e de EMIC na primeira onda. Os dados de consumo alimentar serão avaliados através do Health Eating Index - 2015 e de dois índices que serão desenvolvidos e validados com base na dieta planetária e nas métricas da American Heart Association. A relação entre os padrões alimentares a priori e a EMIC será avaliada em estudo transversal, com os dados da primeira onda de todos os participantes. A progressão de Aterosclerose subclínica verificada pelo CAC será avaliada longitudinalmente, utilizando-se os dados da primeira e segunda ondas no Centro de São Paulo. A hipótese de associação será testada por modelos de regressão múltiplos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)