Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da alfa-L-fucosidase no processo de fertilização in vitro durante a produção de embriões bovino

Processo: 19/12223-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Anthony César de Souza Castilho
Beneficiário:Thainá Sallum Bacco Manssur
Instituição-sede: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade do Oeste Paulista (UNOESTE). Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Marcador molecular   Fertilização in vitro animal   Bovinos   Glicoproteínas

Resumo

A produção in vitro de embriões (PIVE) tornou-se uma estratégia importante para aumentar a reprodução e intensificar o desenvolvimento de animais geneticamente superiores, contudo o processo in vitro de produção embrionária ainda apresenta limitações de eficácia qualitativa e quantitativa. No presente trabalho o objetivo é testar o efeito da adição de uma glicoproteína naturalmente encontrada no oviduto bovino ao processo de fertilização in vitro (FIV) da PIVE para aumentar a quantidade e qualidade embrionária produzida. A glicoproteína testada será a ±-L-fucosidase, uma glicosidase encontrada no fluído oviductal de diversos organismos, tendo envolvimento na degradação hidrolítica da fucose e participa da ligação espermaozóide-oócito pelas interações com glicanos complementares na superfície da zona pelúcida (ZP), além de atuar no controle da polispermia pela alteração das proteínas formadoras da ZP. Para isso, complexos cumulus-oócitos (CCOs) bovinos serão obtidos de ovários de abatedouros, e submetidos ao processo de PIVE. Os CCOs maturados in vitro serão incubados por uma hora com quatro diferentes concentrações de ±-L-fucosidase (zero, 0,0625, 0,125 e 0,25 UI/mL) previamente à etapa de fertilização in vitro. Após a fertilização in vitro, os prováveis zigotos seguirão para o cultivo in vitro por oito dias até a formação de blastocisto. A qualidade embrionária será avaliada por análise de genes marcadores de pluripotência, diferenciação, implantação e desenvolvimento embrionário. Espera-se que a adição de ±-L-fucosidase durante a PIVE module e altere a ZP oocitária e a interação gamética in vitro aumentando a eficiência da produção e qualidade embrionária.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)