Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de scaffolds de vasos sanguíneos a partir de haste de plantas

Processo: 19/00373-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Eliane Trovatti
Beneficiário:Carolina Costa Ferranti
Instituição Sede: Universidade de Araraquara (UNIARA). Associação São Bento de Ensino. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Enxertos   Transplantes   Tecidos suporte   Vasos sanguíneos   Produtos naturais
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:haste de plantas | scaffold | vaso sanguineo | Enxertos e transplantes

Resumo

A medicina vem passando por inovações tecnológicas a cada dia, seja no campo dos medicamentos, cirurgias, desenvolvimento educacional ou tecnológico. Dentre essas áreas, a de transplantes merece destaque, pois passa por períodos constantes de renovações tecnológicas que tem permitido ao paciente ter acesso a novos meios de cirurgia e obtenção de um órgão ou de um enxerto. Porém, esta área sempre passou por dificuldades, seja por indisponibilidade de doares, incompatibilidade ou rejeição dos pacientes em usar um tecido de origem animal ou de um cadáver. Devido a esta problemática o campo da tecnologia médica tem desempenhado importante função na procura de materiais que possam ser compatíveis com o organismo humano, que possam substituir órgãos ou funções e possuam boa aceitação pelo paciente e que tenha disponibilidade e baixo custo de produção. A proposta deste trabalho visa a substituição dos alotransplantes ou autotransplantes para a reconstrução de artérias de médio calibre por materiais de origem vegetal, com o intuito de diminuir o processo invasivo ao paciente, através de um material com grande disponibilidade e sem conflitos éticos ou religiosos. O uso de haste de plantas para o desenvolvimento de scaffolds para vasos sanguíneos visa suprir todas estas necessidades por ser biocompatível com o organismo humano, permitindo assim, o desenvolvimento de scaffolds que possam ser utilizados para enxertos de vasos sanguíneos.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)