Busca avançada
Ano de início
Entree

Imunossupressão na Paracoccidioidomicose Murina: envolvimento das células supressoras mielóides (MDSCs) na imunidade dos hospedeiros

Processo: 19/09278-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de julho de 2019
Vigência (Término): 30 de junho de 2023
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Flávio Vieira Loures
Beneficiário:Nycolas Willian Preite
Instituição Sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/14762-3 - Imunossupressão na paracoccidioidomicose: função reguladora das células supressoras derivadas da linhagem mieloide (MDSC) na imunidade do hospedeiro, na patologia tecidual e adaptação genética das células fúngicas, AP.JP2
Assunto(s):Imunidade   Fungos   Paracoccidioidomicose   Células supressoras mieloides   Resposta imune   Interações hospedeiro-patógeno   Imunossupressão
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:células supressoras mielóides | imunorregulação | Mdsc | micoses | paracoccidioidomicose | Imunidade contra fungos

Resumo

Na Paracoccidioidomicose (PCM), a Micose Sistêmica mais prevalente na América Latina, estudo prévios revelaram que a imunidade dos hospedeiros é fortemente regulada por diversos mecanismos supressores mediados por células dendríticas plasmocitoides, pela enzima 2,3 indoleamina dioxigenase (IDO1) e células T reguladoras (Treg). A atividade da IDO1 também foi demonstrada ao orquestrar efeitos imunossupressores locais e sistêmicos através do recrutamento e ativação de células supressoras derivadas da linhagem mieloide (MDSCs), uma população heterogênea de células mieloides com uma forte capacidade de suprimir respostas de células T. Essas células regulam as respostas imunes e o reparo tecidual em indivíduos saudáveis e se expandem rapidamente durante uma infecção microbiana. O envolvimento das MDSC na PCM nunca foi investigado, o que nos levou a propor este estudo que visa caracterizar a participação das MDSCs na imunidade contra o fungo Paracoccidiodies brasileinsis. A presença, o fenótipo e a atividade das MDSCs serão avaliadas em vários períodos pós-infecção. Além disso, a gravidade da doença e diversas características da resposta imune serão avaliadas em camundongos C57BL/6 depletados ou não das MDSCs usando um anticorpo monoclonal específico. Uma melhor compreensão da imunorregulação na PCM pulmonar mediada pelas MDSCs possivelmente avançará o conhecimento atual das interações patógeno-hospedeiro que controlam a gravidade da doença e poderão abir novas perspectivas para terapias mais eficazes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RIES, LAURE N. A.; PARDESHI, LAKHANSING; DONG, ZHICLIANG; TAN, KAELING; STEENWYK, JACOB L.; COLABARDINI, ANA CRISTINA; FERREIRA FILHO, JAIRE A.; DE CASTRO, PATRICIA A.; SILVA, LILIAN P.; PREITE, NYCOLAS W.; et al. The Aspergillus fumigatus transcription factor RglT is important for gliotoxin biosynthesis and self-protection, and virulence. PLOS PATHOGENS, v. 16, n. 7, . (17/14159-2, 17/21983-3, 18/25217-6, 17/07536-4, 17/01188-4, 13/50954-0, 14/00789-6, 13/07937-8, 16/07870-9, 19/09278-8, 16/03322-7)
KAMINSKI, VALERIA DE LIMA; PREITE, NYCOLAS WILLIAN; BORGES, BRUNO MONTANARI; DOS SANTOS, BIANCA VIEIRA; CALICH, VERA LUCIA GARCIA; LOURES, FLAVIO VIEIRA. The immunosuppressive activity of myeloid-derived suppressor cells in murine Paracoccidioidomycosis relies on Indoleamine 2,3-dioxygenase activity and Dectin-1 and TLRs signaling. SCIENTIFIC REPORTS, v. 13, n. 1, p. 15-pg., . (20/08460-4, 19/24440-6, 19/09278-8, 19/10097-8, 18/14762-3, 21/09962-6)
PREITE, NYCOLAS WILLIAN; KAMINSKI, VALERIA DE LIMA; BORGES, BRUNO MONTANARI; CALICH, VERA LUCIA GARCIA; LOURES, FLAVIO VIEIRA. Myeloid-derived suppressor cells are associated with impaired Th1 and Th17 responses and severe pulmonary paracoccidioidomycosis which is reversed by anti-Gr1 therapy. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 14, p. 19-pg., . (18/14762-3, 19/24440-6, 21/09962-6, 19/09278-8)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.