Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso do habitat, padrões de movimento e gasto energético pelo mico-leão-preto (Leontopithecus chrysopygus) em diferentes contextos de fragmentação

Processo: 17/11962-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 30 de abril de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Laurence Marianne Vincianne Culot
Beneficiário:Gabriela Cabral Rezende
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/14739-0 - O efeito da fragmentação sobre as funções ecológicas dos primatas, AP.JP
Bolsa(s) vinculada(s):20/10617-9 - Gasto energético relacionado ao movimento de micos-leões-pretos (Leontopithecus chrysopygus) em habitats fragmentados, BE.EP.DR
Assunto(s):Análise do comportamento   Comportamento animal   Primatas   Mico-leão   Leontopithecus chrysopygus   Metabolismo energético

Resumo

Alterações na estrutura das florestas decorrentes da degradação do habitat podem moldar a conectividade e a permeabilidade do habitat arbóreo e ocasionar mudanças comportamentais nos animais, como, por exemplo, em sua movimentação e orçamento temporal de atividades. Em última análise, tais mudanças comportamentais podem afetar sua taxa de reprodução e a sobrevivência dos indivíduos. Por esse motivo, compreender os padrões de movimento e o gasto energético de espécies em paisagens degradadas nos auxiliarão a desenvolver diretrizes para o manejo do habitat, de modo a aumentar a viabilidade de populações nesses ambientes. Escolhemos o mico-leão-preto (Leontopithecus chrysopygus), um primata arborícola endêmico da Mata Atlântica e ameaçado devido a fragmentação de seu hábitat, como modelo para estimar como a estrutura florestal influencia seus movimentos e gasto energético. Para isso, estabeleceremos parâmetros de gasto energético para a espécie através de um experimento com animais de cativeiro utilizando água duplamente marcada (2H218O - DLW) e dispositivos de registro de dados biológicos (Daily Diary loggers - DD). Esse experimento validará a correlação entre a taxa metabólica estimada a partir do método DLW e pelos DDs, permitindo que os DDs sejam utilizados em animais de vida livre para o mesmo fim. Os DDs registram, a cada 0,25 s, seis variáveis para determinação de movimento e gasto energético do indivíduo. Tais dados possibilitarão estimar a movimentação tridimensional dos micos-leões e o gasto energético relativo às atividades comportamentais (e.g. forrageio, descanso). Usando modelos lineares e modelos lineares generalizados mistos iremos testar os efeitos das alterações na estrutura da floresta nos padrões de movimento e gasto energético do mico-leão-preto. Os resultados irão subsidiar diretrizes para o manejo do habitat, de modo a favorecer a movimentação do mico-leão-preto em florestas fragmentadas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CABRAL REZENDE, GABRIELA; SOBRAL-SOUZA, THADEU; CULOT, LAURENCE. Integrating climate and landscape models to prioritize areas and conservation strategies for an endangered arboreal primate. AMERICAN JOURNAL OF PRIMATOLOGY, v. 82, n. 12 DEC 2020. Citações Web of Science: 0.
GARBINO, GUILHERME S. T.; DA SILVA, LEONARDO HENRIQUE; AMARAL, RODRIGO GONCALVES; REZENDE, GABRIELA CABRAL; PEREIRA, VINICIUS J. A.; CULOT, LAURENCE. Predation of treefrogs (Anura: Hylidae) with toxic skin secretions by the black lion tamarin (Leontopithecus chrysopygus, Callitrichinae). PRIMATES, v. 61, n. 4 APR 2020. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.