Busca avançada
Ano de início
Entree

Filogenômica das famílias de Characiformes africanos Alestidae, Citharinidae, Distichodontidae e Hepsetidae

Processo: 18/24040-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Claudio de Oliveira
Beneficiário:Bruno Francelino de Melo
Supervisor: Melanie L J Stiassny
Instituição Sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa: American Museum of Natural History, Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/11313-8 - Filogenia da Ordem Characiformes (Teleostei: Ostariophysi) utilizando elementos ultraconservados, BP.PD
Assunto(s):Filogenia molecular   Sistemática   Evolução
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Evolução | Filogenia molecular | Peixes Africanos | Sistematica | Sistemática Molecular

Resumo

Characiformes é um dos maiores grupos de teleósteos com mais de 2000 espécies válidas incluindo caracídeos, piranhas, tetras e espécies relacionadas. Ocupam uma ampla variedade de ecossistemas de água-doce em imensas regiões tropicais na África e nas Américas. Quatro famílias com cerca de 230 espécies estão distribuídas na África, do vale do Nilo até bacias tropicais subsaarianas, enquanto 20 famílias e mais de 1.800 espécies vivem na região Neotropical do sul dos Estados Unidos até a Argentina e Chile, onde a maioria se encontra na bacia amazônica e bacias adjacentes. Os Characiformes africanos são representados por quatro famílias: Alestidae (19 gêneros, 116 espécies), Citharinidae (três gêneros, oito espécies), Distichodontidae (17 gêneros, 104 espécies), e Hepsetidae (um gênero, seis espécies). Estudos morfológicos e moleculares prévios discordam na posição filogenética das quatro famílias. Enquanto filogenias morfológicas e uma filogenia baseada em éxons alocam a subordem Citharinoidei (Citharinidae+Distichodontidae) como a primeira linhagem a divergir dentro de Characiformes, filogenias multilocus e com dados genômicos tem repetidamente encontrado Citharinoidei como irmão do clado com Characoidei e Siluriformes. Essas incongruências reforçam a necessidade de investigar a porção inicial da diversificação de Characiformes. Estudos intrafamiliares também têm demonstrado várias grupos não-monofiléticos em diversos gêneros dentro de Alestidae (ex. Alestopetersius, Brycinus) e Distichodontidae (ex. Neolebias, Phago) e a posição incerta de Arnoldichthys e Lepidarchus fora de Alestidae. Todos esses estudos usaram uma limitada cobertura de espécies em três famílias: ~45% em Alestidae, ~38% em Citharinidae, ~54% em Distichodontidae. Além disso, Hepsetidae não possui uma filogenia molecular interespecífica. Nós propomos a construção de novas filogenias usando uma abordagem filogenômica de captura de sequências de elementos ultraconservados (UCEs) através de sequenciamento de nova geração. O presente projeto será fundamental para melhor compreender as relações evolutivas na diversificação inicial de Characiformes e para testar as hipóteses de relações interfamiliares, intergenéricas e interespecíficas e processos macroevolutivos modelando essa grande linhagem de Teleostei.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (6)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DORINI, BEATRIZ F.; RIBEIRO-SILVA, LUIS R.; FORESTI, FAUSTO; OLIVEIRA, CLAUDIO; MELO, BRUNO F.. Molecular phylogenetics provides a novel hypothesis of chromosome evolution in Neotropical fishes of the genus Potamorhina (Teleostei, Curimatidae). JOURNAL OF ZOOLOGICAL SYSTEMATICS AND EVOLUTIONARY RESEARCH, v. 58, n. 4, . (18/24040-5, 16/11313-8, 14/26508-3)
MATEUSSI, NADAYCA T. B.; MELO, BRUNO F.; OTA, RAFAELA P.; ROXO, FABIO F.; OCHOA, LUZ E.; FORESTI, FAUSTO; OLIVEIRA, CLAUDIO. Phylogenomics of the Neotropical fish family Serrasalmidae with a novel intrafamilial classification (Teleostei: Characiformes). Molecular Phylogenetics and Evolution, v. 153, . (15/00691-9, 14/06853-8, 18/23883-9, 18/24040-5, 16/11313-8, 16/09204-6, 18/20610-1, 14/05051-5, 14/26508-3)
MELO, BRUNO F.; SIDLAUSKAS, BRIAN L.; NEAR, THOMAS J.; ROXO, FABIO F.; GHEZELAYAGH, AVA; OCHOA, LUZ E.; STIASSNY, MELANIE L. J.; ARROYAVE, JAIRO; CHANG, JONATHAN; FAIRCLOTH, BRANT C.; et al. ccelerated Diversification Explains the Exceptional Species Richness of Tropical Characoid Fishe. Systematic Biology, v. 71, n. 1, p. 78-92, . (14/05051-5, 16/11313-8, 15/00691-9, 18/24040-5, 18/23883-9, 14/26508-3, 14/06853-8)
MELO, BRUNO F.; SIDLAUSKAS, BRIAN L.; NEAR, THOMAS J.; ROXO, FABIO F.; GHEZELAYAGH, AVA; OCHOA, LUZ E.; STIASSNY, MELANIE L. J.; ARROYAVE, JAIRO; CHANG, JONATHAN; FAIRCLOTH, BRANT C.; et al. ccelerated Diversification Explains the Exceptional Species Richness of Tropical Characoid Fishe. Systematic Biology, v. 71, n. 1, p. 78-92, . (14/06853-8, 14/05051-5, 18/24040-5, 15/00691-9, 16/11313-8, 18/23883-9, 14/26508-3)
SIDLAUSKAS, BRIAN L.; ASSEGA, FERNANDO M.; MELO, BRUNO F.; OLIVEIRA, CLAUDIO; BIRINDELLI, JOSE L. O.. otal evidence phylogenetic analysis reveals polyphyly of Anostomoides and uncovers an unexpectedly ancient genus of Anostomidae fishes (Characiformes. ZOOLOGICAL JOURNAL OF THE LINNEAN SOCIETY, v. 194, n. 2, p. 626-669, . (14/26508-3, 18/24040-5, 18/20610-1, 16/11313-8, 16/09204-6)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.