Busca avançada
Ano de início
Entree

Nova perspectiva sobre adaptação sarcomérica na junção miotendínea em modelo experimental de obesidade associado ao treinamento de esteira

Processo: 18/20962-5
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Pesquisador responsável:Adriano Polican Ciena
Beneficiário:Bruna Aléxia Cristofoletti Grillo
Instituição Sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Obesidade   Exercício físico   Treinamento aeróbio   Fibras musculares   Sarcômeros   Modelo experimental   Microscopia eletrônica de transmissão
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:exercício físico | fibras musculares | obesidade | Sarcômeros | Morfologia

Resumo

A obesidade é caracterizada pela adiposidade excessiva e é um grande problema de saúde pública, que influenciam no desenvolvimento de doenças cardiovasculares, deficiência de vitaminas, resistência à insulina, disfunção mitocondrial, além de promover alterações nos fenótipos das fibras musculares, que resulta em adaptações no aparelho locomotor. O músculo estriado esquelético é fundamental para a locomoção, composto por estruturas dinâmicas e contráteis caracterizadas por sua alta plasticidade, ele também funciona como um sistema energético que influência no metabolismo corporal. Em sua região interna ele é formado por estruturas microscópicas, chamadas sarcômeros, unidade básica de contração muscular composta por miofilamentos proteicos, que junto com as fibras musculares e a junção miotendínea (JMT), são indispensáveis para a locomoção. A JMT é uma região anatômica complexa que atua na interface músculo-tendão, onde transmite as forças contráteis, assim como o músculo, ela também sofre adaptações à diferentes estímulos, como o exercício. O treinamento aeróbio se refere à exercícios que envolvem grandes grupos musculares em atividades dinâmicas e reflete em mudanças positivas no organismo, além de contribuir com suas capacidades oxidativas e metabólicas e oferecer proteção contra o desenvolvimento de diversas doenças. O objetivo do presente estudo consistirá em comprovar que no músculo estriado esquelético apresenta alterações na JMT e nos sarcômeros dos músculos tibial anterior e sóleo, no modelo experimental de obesidade e associado ao treinamento em esteira, além, de novas perspectivas sobre a sarcomerogênese. Desse modo, serão utilizados 60 ratos Wistar com 90 dias divididos em (n=15): Grupo Sedentário (S), não submetidos ao protocolo, Grupo Treinado (T), submetidos ao protocolo de treinamento em esteira, Grupo Obeso (O), submetidos à dieta hiperlipídica, e Grupo Obeso/Treinado (OT), submetidos tanto à dieta hiperlipídica como ao protocolo de treinamento em esteira. Para a análise serão utilizados os métodos de microscopia de luz com a técnica de Hematoxilina-Eosina e Picro-sírius, ATPase Miofibrilar, e microscopia eletrônica de transmissão para análise morfométrica.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GRILLO, BRUNA ALEXIA CRISTOFOLETTI; ROCHA, LARA C.; MARTINEZ, GIOVANA Z.; PIMENTEL NETO, JURANDYR; JACOB, CAROLINA DOS SANTOS; WATANABE, II-SEI; CIENA, ADRIANO P.. Myotendinous Junction Components of Different Skeletal Muscles Present Morphological Changes in Obese Rats. Microscopy and Microanalysis, v. 27, n. 3, p. 598-603, . (18/20962-5)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.