Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de teste de toxicidade de desenvolvimento embrionário de bolacha do mar Mellita quinquiesperforata para avaliação ecotoxicológica de quimioterápicos tamoxifeno, cisplatina e ciclofosfamida

Processo: 18/19123-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia
Pesquisador responsável:Denis Moledo de Souza Abessa
Beneficiário:Luiza Costa Mello
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB-CLP). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental do Litoral Paulista. São Vicente , SP, Brasil
Assunto(s):Ecotoxicologia marinha   Embriogênese   Quimioterápicos   Tamoxifeno   Ciclofosfamida   Cisplatino   Fertilização in vitro

Resumo

Hoje em dia existem diversos contaminantes de interesse emergente, isto é, substâncias químicas que afetam o meio ambiente, porém que ainda não foram regulamentadas. Entre eles podem-se citar fármacos, os quais são substâncias químicas biologicamente ativas utilizadas no tratamento, controle e prevenção de doenças. Entre os fármacos, destacam-se os compostos anticancerígenos, e cujos modos de ação podem consistir nas propriedades alquilantes ou alteradoras do sistema hormonal. Após o consumo, os fármacos são metabolizados e eliminados nas fezes ou urina, estando presentes no esgoto. As estações de tratamento não são eficazes para remover os produtos ativos advindos da metabolização dos fármacos. Este projeto consiste em avaliar a toxicidade de três fármacos anticâncer: Tamoxifen, Cisplatina e Ciclofosfamida. Serão realizados testes de toxicidade de desenvolvimento embrionário com ovos recém-fecundados de Mellita quinquiesperforata. Os organismos serão coletados em praias arenosas e depois mantidos em laboratório. A obtenção dos gametas será feita por choque osmótico (KCl 0,5N) ou elétrico (9V). Em seguida, será feito a fertilização in vitro e exame dos ovos recém-fecundados. Para cada substância, serão preparadas 5 concentrações mais o controle, havendo 4 réplicas por tratamento, cada réplica apresentará substância-teste e cerca de 500 ovos. Após 48h, os embriões serão contados, visando avaliar as taxas de desenvolvimento. Para análise dos dados (desenvolvimento embrionário normal), será usada ANOVA seguida de teste de Dunnett. Assim, serão geradas as primeiras informações sobre a toxicidade dos fármacos para espécies marinhas nativas do Brasil, auxiliando a gestão de tratamentos de esgoto e conservação da biodiversidade marinha.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MELLO, LUIZA COSTA; DA FONSECA, TAINA GARCIA; DE SOUZA, ABESSA DENIS MOLEDODE. Ecotoxicological assessment of chemotherapeutic agents using toxicity tests with embryos of Mellita quinquiesperforata. Marine Pollution Bulletin, v. 159, . (18/19123-9)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.