Busca avançada
Ano de início
Entree

Confinar, medicar e conter: formas de gestão e controle nos hospitais de custódia e tratamento psiquiátrico do Estado de São Paulo

Processo: 18/06491-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia Urbana
Pesquisador responsável:Ana Lúcia Pastore Schritzmeyer
Beneficiário:Sara Vieira Antunes
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Prisões   Hospitais psiquiátricos   Reforma psiquiátrica   São Paulo

Resumo

A proposta deste projeto é investigar as estratégias de gestão, controle e cuidado de pessoas internadas em Hospitais de Custódia e Tratamento Psiquiátrico (HCTP's) do estado de São Paulo à luz de duas grandes transformações: a Reforma Psiquiátrica no Brasil, iniciada nos anos 1970, e o alastramento do uso de psicofármacos e diagnósticos de transtornos mentais nas instituições prisionais por todo o país. Essas transformações, tomadas como dois vetores que tensionam a gestão cotidiana dos HCTP's, serão analisadas de forma a compreender o lugar dos Hospitais de Custódia dentro da ampla malha carcerária de controle dos indesejados. A metodologia a ser utilizada será a realização de trabalho de campo etnográfico nos HCTP's, entrevistas com profissionais que atuam diretamente com os pacientes-detentos e a análise dos laudos psiquiátricos e autos processuais referentes a pessoas internadas nos três hospitais-prisão do estado: HCTP's I e II de Franco da Rocha e HCTP de Taubaté. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)