Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento e evidências de validade de um índice de aquiescência para a escala de adaptabilidade de carreira

Processo: 18/11736-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Fundamentos e Medidas da Psicologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Rodolfo Augusto Matteo Ambiel
Beneficiário:Gustavo Henrique Martins
Instituição-sede: Universidade São Francisco (USF). Campus Campinas. Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Avaliação psicológica   Orientação vocacional

Resumo

Diversas pesquisas têm indicado consistentemente para o efeito teto da Escala de Adaptabilidade de Carreira (CAAS), ou seja, pontuações elevadas na maioria dos itens. Este fato sugere que o instrumento possa estar fornecendo uma avaliação enviesada, dentre outras coisas, pelo estilo de resposta aquiescente. A aquiescência consiste na tendência do indivíduo em concordar com um item, independentemente do seu conteúdo. Além disso, no contexto brasileiro, em contraste com as pesquisas internacionais, não há registros de estudos que visaram testar um modelo preditivo formado por prontidões adaptativas e os recursos de adaptabilidade sobre as respostas adaptativas. Sendo assim, o objetivo desse projeto será desenvolver e buscar evidências de validade para um índice de avaliação da aquiescência para a CAAS. Assim como, pretende-se testar o modelo preditivo formado pelas dimensões do Big Five e da adaptabilidade de carreira sobre o bem-estar no trabalho, sem e com o controle da aquiescência. Inicialmente serão construídos itens para representar pares opostos dos itens da CAAS, sendo estes avaliados por juízes especialistas na área, em relação a semântica e dimensão avaliada. A coleta empírica será composta por 500 adultos trabalhadores. Os participantes deverão responder ao questionário sociodemográfico, CAAS, Big Five Inventory (BFI 2), Escala de Satisfação no Trabalho-Reduzida (EST-R), Utrecht Work Engagement Scale (UWES-9), Cuestionario para la Evaluación del Síndrome de Quemarse por el Trabajo - CESQT e Dutch Work Addiction Scale (DUWAS). O projeto será enviado ao Comitê de Ética em Pesquisa e após aprovação a coleta ocorrerá de forma presencial (n = 250) e online (n = 250). Os dados serão analisados por meio dos programas estatísticos SPSS 21, Factor 18.8.02 e Mplus 7, a fim de se atingir os objetivos do projeto.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)