Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel de sCD100 na infecção in vitro de macrófagos por Leishmania (Viannia) braziliensis e Leishmania (Leishmania) chagasi e na infecção in vivo por Leishmania (Leishmania) amazonensis

Processo: 17/04287-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 04 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Parasitologia - Protozoologia de Parasitos
Pesquisador responsável:Beatriz Simonsen Stolf
Beneficiário:Janaína Capelli Peixoto
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Proteoma   Leishmaniose   Leishmaniose cutânea

Resumo

As leishmanioses são doenças de caráter zoonótico causadas por protozoários do gênero Leishmania, que podem apresentar manifestações clínicas tegumentares (LT) e visceral (LV). No homem e outros hospedeiros vertebrados os parasitos infectam preferencialmente os macrófagos. Alguns fatores influenciam a forma e severidade da doença, principalmente a espécie de Leishmania inoculada pelo inseto vetor e a resposta imune do hospedeiro. CD100 (Sema 4D) é uma glicoproteína do grupo das semaforinas que tem grande importância no sistema imune. Nosso grupo mostrou que CD100 solúvel (sCD100) recombinante aumenta a infectividade de macrófagos murinos por Leishmania (Leishmania) amazonensis pela interação com o receptor CD72. Acreditamos que o mesmo ocorra com outras espécies do parasito, e por isso um dos objetivos desse projeto é avaliar o efeito de sCD100 sobre a infecção in vitro e fagocitose de Leishmania (Viannia) braziliensis e Leishmania (Leishmania) chagasi, as espécies mais frequentemente isoladas de LT e de LV no Brasil. Para entender os mecanismos envolvidos no aumento da infecção por Leishmania, identificaremos proteínas diferencialmente expressas em macrófagos tratados com sCD100 por análise de proteoma. Por último, para avaliar o papel de CD100 in vivo, compararemos infecções por L. (L.) amazonensis em camundongos selvagens e nocautes para CD100. Com este trabalho esperamos contribuir para o melhor entendimento dos mecanismos pelos quais CD100 aumenta a infecção do macrófago por Leishmania e do papel dessa molécula na leishmaniose.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CAPELLI-PEIXOTO, JANAINA; MULE, SIMON NGAO; TANO, FABIA TOMIE; PALMISANO, GIUSEPPE; STOLF, BEATRIZ SIMONSEN. Proteomics and Leishmaniasis: Potential Clinical Applications. PROTEOMICS CLINICAL APPLICATIONS, v. 13, n. 6 AUG 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.