Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do hidrogênio no comportamento eletroquímico localizado de ligas de alumínio soldadas por atrito (FSW)

Processo: 18/14082-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de maio de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Cecilio Sadao Fugivara
Beneficiário:Rodrigo Marques dos Santos
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/13235-6 - Estudo da corrosão localizada e caracterização da resistência à corrosão associada à fadiga na região de solda em ligas de alumínio de elevada resistência soldadas por fricção (FSW), AP.TEM
Assunto(s):Eletroquímica   Ligas de alumínio   Hidrogênio   Método eletroquímico   Microscopia óptica   Espectroscopia

Resumo

Neste projeto será realizado um estudo do efeito da entrada do hidrogênio numa face de uma amostra das ligas AA2024/AA7475 soldada por rotação de ferramenta não consumível (Friction Stir Welding, FSW) e na face oposta, de saída do hidrogênio, será feita a caracterização eletroquímica local nas distintas regiões da solda. Para realizar este experimento será empregado uma célula eletroquímica com compartimento duplo separado por uma membrana feita pela amostra das ligas AA2024/AA7475 soldada por FSW. Num dos compartimentos, será gerado catódicamente o hidrogênio na face de 1 cm2 da amostra exposta à solução de NaCl 3,5% e no outro compartimento cuja área da amostra na face oposta e na região da solda, será delimitada por um anel de 1,5 mm de diâmetro em contato com a solução de Na2SO4 0,1 mol L-1 + NaCl 0,010 mol L-1. Neste estudo pretende-se compreender melhor a influência do hidrogênio permeado nos processos de corrosão da microestrutura que podem ocorrer nas regiões solda: zona termicamente afetada pelo calor (ZTA), zona termomecanicamente afetada (ZTMA) e região de mistura (ZM) conhecido como nugget dos materiais metálicos de base. A morfologia da superfície das amostras das ligas soldadas será estudada por microscopia óptica (OM), eletrônica de varredura com canhão de emissão de campo (FEG-SEMSEM/FEG) e analisada por espectroscopia de dispersão de energia de raios X (EDXS), antes e depois do ataque eletroquímico. A superfície das amostras será também analisada por microscopia de forças atômicas (AFM). A superfície da amostra soldada por FSW, após a preparação, será caracterizada por medidas eletroquímicas nas diferentes regiões da solda: potencial em circuito aberto em função do tempo (EOC-t), curvas de polarização (CP), polarização cíclica (CPC) e impedância eletroquímica (EIS).

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)