Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização da microbiota oral e intestinal de pacientes com doença celíaca e correlação com citocinas inflamatórias

Processo: 18/06262-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Pesquisador responsável:Gislane Lelis Vilela de Oliveira
Beneficiário:Juliana Caroline Domenice
Instituição-sede: Faculdade de Ciências da Saúde de Barretos Dr Paulo Prata (FACISB). Barretos , SP, Brasil
Assunto(s):Doença celíaca   Autoimunidade   Autoanticorpos   Disbiose   Citocinas   Microbiota   Microbioma gastrointestinal

Resumo

A disbiose intestinal, com diminuição da função e diversidade microbianas, barreira epitelial comprometida, translocação bacteriana, inflamação e diminuição de células T reguladoras na mucosa intestinal vêm sendo associadas ao desenvolvimento de doenças autoimunes, como a doença celíaca (DC). O objetivo deste trabalho será caracterizar a microbiota oral e intestinal em pacientes com DC e correlacionar estes dados às concentrações séricas de citocinas inflamatórias. Serão incluídos 20 pacientes com DC e 20 indivíduos controles. O estudo foi aprovado pelo comitê de ética em pesquisa da Fundação Educacional de Barretos e os indivíduos assinarão o termo de consentimento livre e esclarecido e responderão à um questionário sobre hábitos de vida e alimentares. Dados clínicos tais como forma clínica da doença (clássica, atípica e assintomática), estágio da lesão (0-IV), manifestações extraintestinais, marcadores sorológicos, tais como anticorpos antitransglutaminase (tTG), antigliadina, antiendomísio e dosagem de IgA serão registrados. O DNA bacteriano será extraído da saliva e fezes utilizando kit comercial e a caracterização da microbiota será realizada por PCR em tempo real. Amostras de sangue periférico serão utilizadas para a dosagem de citocinas inflamatórias no soro de pacientes com DC e controles. A análise estatística será realizada pelo teste de Mann-Whitney e as correlações pelo teste de Spearman. Esperamos encontrar diferenças na composição da microbiota oral e intestinal de pacientes com DC em relação aos controles e possíveis alterações nas concentrações de citocinas inflamatórias. Estudos adicionais sobre a disbiose intestinal em doenças autoimunes são necessários, e possivelmente, no futuro, probióticos imunomoduladores e o transplante fecal possam auxiliar no tratamento da DC.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)