Busca avançada
Ano de início
Entree

Gênero no ensino superior

Processo: 17/23593-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 01 de março de 2021
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Economia
Pesquisador responsável:Fernanda Gonçalves de La Fuente Estevan
Beneficiário:Bruna Pugialli da Silva Borges
Instituição-sede: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/07424-7 - Mulheres em Economia: Efeitos de um professor do mesmo gênero sobre os resultados educacionais e a escolha de carreira, BE.EP.DR
Assunto(s):Economia da educação   Ensino superior   Matemática   Gêneros (grupos sociais)   Mulheres

Resumo

Apesar de as mulheres já terem ultrapassado os homens no acesso ao ensino superior, elas ainda permanecem sub-representadas em cursos intensivos em Matemática. Na Universidade de São Paulo, a parcela de mulheres prestando Economia no vestibular é pequena, assim como a parcela de mulheres docentes em Economia. A sub-representação de professoras na graduação pode por si só influenciar o desempenho das alunas, ao limitar a disponibilidade de modelos femininos a serem seguidos. Nesta tese de doutorado, analisaremos se um maior percentual de docentes do sexo feminino afeta o desempenho das alunas e suas escolhas de carreira. Nosso estudo utiliza dados administrativos do Departamento de Economia da Universidade de São Paulo, contendo informações sobre os alunos, professores e cursos. Esses dados são combinados com dados de alunos que prestaram mestrado em Economia no Brasil e do mercado de trabalho formal brasileiro. Nosso trabalho irá contribuir para a literatura existente de diversas formas. Primeiramente, nossa base de dados nos permite superar problemas encontrados na literatura prévia, pois possuímos dados longitudinais dos alunos, acompanhando cada aluno desde que ele prestou vestibular até seu ingresso no mercado de trabalho, e também possui informação sobre cada professor que lecionou os cursos que o aluno se matriculou ao longo da graduação. Ademais, a aleatorização de alunos para suas turmas gera uma variação exógena no gênero dos professores em cursos obrigatórios, o que nos permite lidar com possíveis ameaças à validade interna do efeito estimado, como auto seleção de alunos para professores e cursos. Dessa forma, nosso estudo contribuirá para o entendimento do impacto de professoras sobre desempenho de alunas no ensino superior e interesse em fazer curso de pós-graduação, bem como para políticas públicas que almejam o aumento da representatividade de alunas e professoras em cursos intensivos em Matemática. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)