Busca avançada
Ano de início
Entree

A febre amarela minions: uma análise bakhtiniana

Processo: 17/26629-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Filosofia da Linguagem
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Luciane de Paula
Beneficiário:Natasha Ribeiro de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Ideologia   Sujeito   Indústria cultural

Resumo

O presente projeto, calcado na filosofia da linguagem do Círculo de Bakhtin, propõe a análise da constituição do sujeito minion (mão-de-obra massiva) em relação de alteridade com o sujeito Gru (o protagonista patrão, malvado favorito), presentes em filmes de animação. O objetivo geral é refletir acerca da construção dessa relação, o que abarca a produção, circulação e recepção social da obra. O objetivo específico é compreender a(s) voz(es) social(is) encarnadas pelos sujeitos minions e Gru, tomados na relação de trabalho que os constitui como servos e patrão. Para isso, o estudo tem como objeto de pesquisa a franquia de enunciados fílmicos Meu Malvado Favorito (2010, 2013, 2015 e 2017). O método de pesquisa, dialético-dialógico, realizado por cotejo, prevê outras produções enunciativas relacionadas à franquia, de forma a corroborar com a reflexão acerca das relações de trabalho e da transformação da obra de entretenimento em produto de consumo massivo. Trata-se, esta proposta, de uma pesquisa qualitativa, de natureza bibliográfica, a ser desenvolvida por etapas interligadas de descrição, análise e interpretação. A relevância do estudo é refletir acerca da relação produção, circulação e recepção de enunciados estético-midiáticos na contemporaneidade, relacionados à vida. No caso, como os minions se tornaram febre de vendagem e extrapolaram as telas dos cinemas, invadindo a sociedade, em diversas esferas, como uma onda amarela sadomasoquista. Da mesma forma, a pesquisa é relevante por colaborar com o pensamento acerca da pertinência da abordagem bakhtiniana como fundamentação teórico-analítica de enunciados sincréticos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
OLIVEIRA, Natasha Ribeiro de. A febre amarela minions: uma análise bakhtiniana. 2020. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Faculdade de Ciências e Letras. Araraquara Araraquara.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.