Busca avançada
Ano de início
Entree

A fonte dos Wamakonde: migração laboral, associativismo e anticolonialismo na indústria sisaleira do Tanganyika (1880-1960)

Processo: 17/24366-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História
Pesquisador responsável:Lucilene Reginaldo
Beneficiário:Felipe Barradas Correia Castro Bastos
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/05322-2 - Coleta de dados sobre contextos históricos pertinentes à produção de commodities, agência humana e fenômenos migratórios entre Moçambique e a África Oriental Britânica (1880 - 1970), BE.EP.DR
Assunto(s):História da África   Associativismo   Descolonização   Grupos étnicos   Povos, tribos e culturas   Século XX   Moçambique   Tanzânia

Resumo

A problemática desta pesquisa questiona o desenvolvimento de fluxos migratórios que conectaram o Nordeste de Moçambique a outros territórios coloniais ao Norte, mais especificamente o Tanganyika, de modo a investigar a participação de pessoas migrantes em fenômenos históricos que deram forma à África Oriental de meados do século XX. No intuito de transcender periodizações e delimitações geográficas estanques, o estudo dá enfoque à agência de homens e mulheres macondes que ingressaram por diversas vias na indústria sisaleira do Tanganyika num recorte cronológico que estende das décadas de 1880 a 1960 para compreender sua participação em movimentos políticos contestatórios à ordem colonial. Esse período compreende os desdobramentos históricos da consolidação da etnogênese maconde, o estabelecimento do domínio europeu entre ambas as margens do Rio Rovuma e o nascimento da cultura de sisal no Tanganyika, bem como a atuação de movimentos políticos africanos anticoloniais. O referencial teórico-metodológico articula a triangulação da coleta de dados em diferentes repositórios documentais junto à historiografia pertinente ao estudo do contexto político e social do Tanganyika e Moçambique para produzir uma história social da circulação de pessoas entre impérios coloniais diferentes, por intermédio da qual foram aventadas possibilidades para questionar a dominação portuguesa em Moçambique. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)