Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização do QGP através da evolução hidrodinâmica

Processo: 18/01245-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 15 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física das Partículas Elementares e Campos
Pesquisador responsável:Jun Takahashi
Beneficiário:Tiago José Nunes da Silva
Instituição-sede: Instituto de Física Gleb Wataghin (IFGW). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/05685-2 - Física hadrônica em colisões nucleares de altas energias, AP.TEM
Assunto(s):Grande Colisor de Hádrons   Colisor Relativístico de Íons Pesados   Método de Monte Carlo   Íons pesados relativísticos

Resumo

A matéria nuclear fortemente interagente criada em colisões nucleares de íons pesados em energias relativísticas tem sido estudada utilizando modelos de hidrodinâmica relativística dissipativa. Para estudar os efeitos de algum processo físico que possa ser averiguado nas condições extremas de energia gerado nestas colisões, é necessário efetuar simulações que considerem os diversos processos que ocorrem, incluindo componentes variados como condições iniciais, equação de estado da evolução hidrodinâmica, e processos de hadronização. Por este motivo, os códigos de simulação de colisões de íons pesados relativísticos (IPR) são complexos, compostos por diferentes partes que abordam diferentes processos físicos. Neste projeto, iremos utilizar um código de simulação de IPR, que apesar de ser atual ainda não tem incorporado diversos processos físicos fundamentais como conservação de corrente e acoplamento de uma fase final hadrônica. Um dos objetivos desta proposta é desenvolver os cálculos e o código necessário para implementar estes efeitos na simulação completa, e verificar observáveis finais que possam ser sensíveis aos processos físicos implementados. Também faz parte desta proposta obter observáveis (variáveis mensuráveis) que possam ser comparados com dados experimentais, e com isto ser capaz de ajustar o modelo e alguns de seus parâmetros para obter maiores informações sobre o comportamento da QCD. Por fim, esperamos também estudar e avaliar a validade de observáveis relacionados à evolução hidrodinâmica para sistemas pequenos como os que são esperados de serem formados em colisões próton-próton e próton-Chumbo.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, T. NUNES; CHINELLATO, D.; DENICOL, G. S.; HIPPERT, M.; LUZUM, M.; NORONHA, J.; SERENONE, W.; TAKAHASHI, J.; COLLABORATION, EXTREME. Prehydrodynamic evolution and its signatures in final-state heavy-ion observables. Physical Review C, v. 103, n. 5 MAY 16 2021. Citações Web of Science: 0.
HIPPERT, M.; CHINELLATO, D. D.; LUZUM, M.; NORONHA, J.; NUNES DA SILVA, T.; TAKAHASHI, J. Momentum-dependent flow fluctuations as a hydrodynamic response to initial geometry. Nuclear Physics A, v. 1005, n. SI JAN 2021. Citações Web of Science: 0.
HIPPERT, M.; BARBON, J. G. P.; CHINELLATO, D. D.; LUZUM, M.; NORONHA, J.; NUNES DA SILVA, T.; SERENONE, W. M.; TAKAHASHI, J.; COLLABORATION, EXTREME. Probing the structure of the initial state of heavy-ion collisions with P-T-dependent flow fluctuations. Physical Review C, v. 102, n. 6 DEC 22 2020. Citações Web of Science: 0.
HIPPERT, M.; CHINELLATO, D. D.; LUZUM, M.; NORONHA, J.; NUNES DA SILVA, T.; TAKAHASHI, J. Measuring momentum-dependent flow fluctuations in heavy-ion collisions. Physical Review C, v. 101, n. 3 MAR 4 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.