Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do treinamento físico aeróbio no remodelamento cardíaco de ratos espontaneamente hipertensos tratados com dexametasona

Processo: 17/14405-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Sandra Lia do Amaral Cardoso
Beneficiário:Francine Duchatsch Ribeiro de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Glucocorticoides   Fisiologia do exercício   Hipertensão   Exercício físico   Cardiomegalia   Miocárdio

Resumo

A insuficiência cardíaca (IC) está entre as doenças cardiovasculares que mais matam no Brasil. Estão implicados em seu desenvolvimento, a hipertrofia cardíaca, aumento de fibrose e redução da densidade capilar. Ratos espontaneamente hipertensos (SHR), no decorrer de sua vida desenvolvem um remodelamento cardíaco devido à evolução da hipertensão arterial (HA), no entanto, pouco se sabe sobre os efeitos da dexametasona (DEX) nesses animais, uma vez que sua administração, por um período crônico, promove HA. O treinamento físico (TF) aeróbio tem sido utilizado como um tratamento não farmacológico na HA e um dos seus mecanismos é por alterar o remodelamento cardíaco. A hipótese desse trabalho é que a DEX possa promover um maior aumento da pressão arterial (PA) e piorar o processo de remodelamento cardíaco nos SHR. Por outro lado, o TF pode ser capaz de atenuar esses efeitos deletérios da DEX. Diante disso, o objetivo do presente estudo será investigar se o tratamento com a DEX piora o processo de remodelamento cardíaco nos SHR e se o TF atenua esta resposta. Para isso serão utilizados SHR, os quais realizarão um TF de 8 semanas em esteira (60% da capacidade máxima, 5 dias por semana, 1 hora por dia) ou permanecerão sedentários. Durante 14 dias, após as 8 semanas de TF, os animais serão tratados com DEX (50 ¼g / kg de peso corporal por dia, s.c.) ou salina. Um grupo de ratos Wistar sedentário será usado como controle. Antes e após o protocolo experimental, esses animais serão submetidos a um exame de ecocardiograma. Ao final do protocolo experimental, será aferida frequência cardíaca (FC) e pressão arterial (PA) direta por meio de cateterização da artéria carótida e, a partir dos registros de PA, será realizada a análise espectral. Posteriormente o coração será retirado para análise de densidade capilar, diâmetro de miócito, análise de localização e produção proteica de colágeno tipo I e III. Os resultados serão apresentados como média ± erro padrão da média (EPM). Será utilizada a análise de variância (ANOVA) de um caminho. As amostras que apresentarem diferenças significativas serão analisadas pelo post-hoc de Tukey, com p< 0,05. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (7)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TARDELLI, LIDIELI P.; DUCHATSCH, FRANCINE; HERRERA, NAIARA A.; VICENTINI, CARLOS ALBERTO; OKOSHI, KATASHI; AMARAL, SANDRA L. Differential effects of dexamethasone on arterial stiffness, myocardial remodeling and blood pressure between normotensive and spontaneously hypertensive rats. JOURNAL OF APPLIED TOXICOLOGY, v. 41, n. 10, p. 1673-1686, OCT 2021. Citações Web of Science: 1.
MIOTTO, DANYELLE S.; DUCHATSCH, FRANCINE; MACEDO, ANDERSON G.; RUIZ, THALLES F. R.; VICENTINI, CARLOS A.; AMARAL, SANDRA L. Perindopril Reduces Arterial Pressure and Does Not Inhibit Exercise-Induced Angiogenesis in Spontaneously Hypertensive Rats. Journal of Cardiovascular Pharmacology, v. 77, n. 4, p. 519-528, APR 2021. Citações Web of Science: 0.
TARDELLI, LIDIELI P.; DUCHATSCH, FRANCINE; HERRERA, NAIARA A.; VICENTINI, CARLOS ALBERTO; OKOSHI, KATASHI; AMARAL, SANDRA L. Differential effects of dexamethasone on arterial stiffness, myocardial remodeling and blood pressure between normotensive and spontaneously hypertensive rats. JOURNAL OF APPLIED TOXICOLOGY, FEB 2021. Citações Web of Science: 0.
HERRERA, NAIARA A.; DUCHATSCH, FRANCINE; TARDELLI, LIDIELI P.; DIONISIO, THIAGO J.; SANTOS, CARLOS F.; AMARAL, SANDRA L. Dexamethasone Does Not Inhibit Treadmill Training-Induced Angiogenesis in Myocardium: Role of MicroRNA-126 Pathway. Journal of Cardiovascular Pharmacology, v. 76, n. 6, p. 708-714, DEC 2020. Citações Web of Science: 1.
DUCHATSCH, FRANCINE; TARDELLI, LIDIELI P.; HERRERA, NAIARA A.; RUIZ, THALLES F. R.; VICENTINI, CARLOS A.; OKOSHI, KATASHI; SANTOS, CARLOS F.; AMARAL, SANDRA L. Dexamethasone and Training-Induced Cardiac Remodeling Improve Cardiac Function and Arterial Pressure in Spontaneously Hypertensive Rats. JOURNAL OF CARDIOVASCULAR PHARMACOLOGY AND THERAPEUTICS, v. 26, n. 2 AUG 2020. Citações Web of Science: 1.
HERRERA, NAIARA ARAUJO; DUCHATSCH, FRANCINE; KAHLKE, ALLISON; AMARAL, SANDRA LIA; VASQUEZ-VIVAR, JEANNETTE. In vivo vascular rarefaction and hypertension induced by dexamethasone are related to phosphatase PTP1B activation not endothelial metabolic changes. Free Radical Biology and Medicine, v. 152, p. 689-696, MAY 20 2020. Citações Web of Science: 0.
HERRERA, NAIARA A.; DUCHATSCH, FRANCINE; TARDELLI, LIDIELI P.; DIONISIO, THIAGO J.; SHINOHARA, ANDRE L.; SANTOS, CARLOS F.; AMARAL, SANDRA LIA. MicroRNA-126 upregulation, induced by training, plays a role in controlling microcirculation in dexamethasone treated rats. Molecular and Cellular Endocrinology, v. 505, APR 5 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.