Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da interação células-matriz extracelular e a sua influência no perfil de metaloproteinases de matriz secretadas pelas células-tronco da polpa dentária humana

Processo: 17/26813-9
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Katiúcia Batista da Silva Paiva
Beneficiário:Katiúcia Batista da Silva Paiva
Pesquisador Anfitrião: Yoshifumi Itoh
Instituição Sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Oxford, Inglaterra  
Assunto(s):Biologia molecular   Receptores de colágeno
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Células-tronco da polpa dentária humana (DPSCs) | diferenciação osteogênica | Inibidores de Metaloproteinases de Matriz (TIMPs e RECK) | Interação Célula-Matriz Extracelular | Metaloproteinases de Matriz (MMPs) | Receptores de Colágeno | Biologia molecular

Resumo

A Bioengenharia Tecidual é uma abordagem que visa reestabelecer a função ou substituir um tecido específico através da associação de células, biomateriais ("scafffolds") e moléculas sinalizadoras. Neste contexto, as células-tronco mesenquimais (MSCs) têm sido muito estudadas bem como biomateriais baseados em colágeno. O colágeno é a proteína mais abundante da matriz extracelular (MEC), sua remodelação é crucial no desenvolvimento, homeostase e regeneração tecidual. Ele é reconhecido por receptores localizados na superfície celular, tais como integrinas, "discoidin domain receptors" (DDRs) e uPARAP/Endo180, desencadeando a ativação de diversas vias intracelulares. A remodelação ocorre no ambiente pericelular por metaloproteinases de matriz (MMPs) e o balanço controlado por seus inibidores (TIMPs e RECK). O controle da taxa de degradação é importante para o sucesso da regeneração tecidual. Pouco se conhece sobre a interação MSCs-MEC, o perfil dos receptores expressos e como isto pode levar a regulação das MMPs. Nosso grupo vem trabalhando na identificação das MMPs e seus inibidores secretados pelas células-tronco da polpa dentária humana (DPSCs) semeadas em diversos biomateriais e induzidos a diferenciação óssea in vitro e in vivo. Assim o objetivo deste trabalho é a avaliação da expressão dos receptores de colágeno (integrinas, DDRs e uPARAP/Endo180) em DPSCs indiferenciadas e durante a indução da diferenciação osteoblástica bem como suas relações com a expressão das MMPs e seus inibidores semeadas sobre colágeno tipo I. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SILVA PAIVA, KATIUCIA BATISTA; MAAS, CLARA SOEIRO; DOS SANTOS, PAMELLA MONIQUE; GRANJEIRO, JOSE MAURO; LETRA, ARIADNE. Extracellular Matrix Composition and Remodeling: Current Perspectives on Secondary Palate Formation, Cleft Lip/Palate, and Palatal Reconstruction. FRONTIERS IN CELL AND DEVELOPMENTAL BIOLOGY, v. 7, . (17/26813-9)
ITOH, YOSHIFUMI; NG, MICHAEL; WIBERG, AKIRA; INOUE, KATSUAKI; HIRATA, NARUMI; PAIVA, KATIUCIA BATISTA SILVA; ITO, NORIKO; DZOBO, KIM; SATO, NANAMI; GIFFORD, VALENTINA; et al. A common SNP risk variant MT1-MMP causative for Dupuytren's disease has a specific defect in collagenolytic activity. MATRIX BIOLOGY, v. 97, p. 20-39, . (17/26813-9)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.