Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparação da mortalidade por doenças do aparelho circulatório em indivíduos com idade entre 10 e 29 anos residentes da região norte e Região Sul do Brasil no século XXI

Processo: 17/21424-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Luiz Carlos de Abreu
Beneficiário:Jessica Miwa Takasu
Instituição-sede: Faculdade de Medicina do ABC (FMABC). Organização Social de Saúde. Fundação do ABC. Santo André , SP, Brasil
Assunto(s):Epidemiologia   Doenças cardiovasculares   Mortalidade   Adulto jovem   Adolescentes

Resumo

Introdução: As Doenças do Aparelho Circulatório (DAC) são as principais causas de morte no mundo, exceto em países de baixa renda. No Brasil, as Doenças do Aparelho Circulatório também representam as principais causas de morte, correspondendo a 27,6% no ano de 2015. Entretanto, esse indicador difere quando se analisa regiões específicas do país. Há uma lacuna de estudos sobre o declínio da mortalidade por DAC em adolescentes e adultos jovens residentes de regiões desenvolvidas e em desenvolvimento. Assim, é difícil saber se a redução da mortalidade por DAC em adultos jovens no Brasil ocorre de forma semelhante quando estratificado por sexo, faixa etária, regiões e subtipos da doença. Objetivo: Avaliar a mortalidade por Doenças do Aparelho Circulatório em indivíduos com idade entre 10 e 29 anos, residentes da Região Norte e da Região Sul do Brasil, em ambos os sexos, faixa etária, raça/cor, escolaridade e subtipo da doença. Materiais e métodos: Trata-se de um estudo ecológico de séries temporais com uso de microdados. Serão consideradas todas as mortes por Doenças do Aparelho Circulatório em indivíduos com idade entre 10 e 29 anos residentes da Região Norte e da Região Sul do Brasil, contidos no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), no período de 01 de janeiro de 2000 a 31 de dezembro de 2015. Doenças do Aparelho Circulatório serão definidas pela CID, 10a revisão (I00-I99). Variáveis dos óbitos (sexo, faixa etária, raça/cor, escolaridade, subtipo da doença) serão extraídas da base de dados do Ministério da Saúde (Sistema de Informações sobre Mortalidade - SIM) disponível no Departamento de Informática do SUS (DATASUS) através do tabulador genérico de domínio público - TABNET. Em seguida, será calculada mortalidade (x 100.000 habitantes), estratificada por sexo, faixa etária e subtipo da doença, bruta e padronizada pela população do Brasil (Censo - 2010). Os resultados serão analisados por meio do STATA 13.0 e utilizar-se-á análise de regressão Prains-Winster. Resultados esperados: Espera-se encontrar tendência decrescente para mortalidade por Doenças do Aparelho Circulatório nos adolescentes e adultos jovens residentes da Região Sul e tendência estacionária da mortalidade em adolescentes e adultos jovens residentes da Região Norte. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE MORAES BERNAL, HENRIQUE; DE ABREU, LUIZ CARLOS; PINHEIRO BEZERRA, ITALLA MARIA; ADAMI, FERNANDO; TAKASU, JESSICA MIWA; JI YOUNG SUH, JOAO VICTOR; DE LIRA RIBEIRO, SILMARA; DE SOUSA SANTOS, EDIGE FELIPE. Incidence of hospitalization and mortality due to stroke in young adults, residents of developed regions in Brazil, 2008-2018. PLoS One, v. 15, n. 11 NOV 16 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.