Busca avançada
Ano de início
Entree

Comparação das técnicas de vitrificação e slow freezing na criopreservação de tecido ovariano de cadelas domésticas

Processo: 17/23124-8
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Maricy Apparício Ferreira
Beneficiário:Frederico Rocha de Oliveira
Instituição Sede: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Biotecnologia   Congelamento   Criopreservação   Vitrificação   Apoptose   Gônadas animal
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:apoptose | canina | Congelamento | tecido gonadal | Biotecnologia

Resumo

Técnicas de reprodução assistida, tais como a injeção intracitoplasmática de espermatozoides (ICSI) e a criopreservação de gametas e tecidos gonadais são alternativas plausíveis para superar problemas de ordem física/comportamental que impeçam a reprodução. A criopreservação de tecidos gonadais possibilita a preservação do material genético de qualquer espécie animal que venha a ser submetido à gonadectomia por indicação terapêutica, ou mesmo, que morra inesperadamente. Entretanto, pesquisas acerca da criopreservação de tecido gonadal ainda são escassas, principalmente para a família dos canídeos. Considerando a similaridade entre a fisiologia reprodutiva de cadelas domésticas e de seus pares selvagens, o estabelecimento de protocolos eficientes de criopreservação pode ser considerado um passo importante na conservação de canídeos silvestres ameaçados de extinção. O presente projeto tem como objetivo comparar a técnica de vitrificação com a de slow freezing modificado (Tavares et al., 2017) para criopreservar tecido ovariano de cadelas domésticas. Para tanto, serão utilizados ovários de 14 cadelas em anestro, coletados por ovariohisterectomia de rotina. Os ovários serão seccionados em pequenos fragmentos, os quais serão submetidos as duas técnicas de criopreservação. Fragmentos a fresco serão utilizados como controle. A avaliação do tecido ovariano será feita por meio da histologia convencional e também por imunoistoquímica (caspase-3). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)