Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação in vitro e in vivo dos efeitos dos inibidores SHH no leiomioma e Leiomiossarcoma uterino

Processo: 17/24448-1
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 19 de março de 2018
Vigência (Término): 18 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Kátia Cândido Carvalho
Beneficiário:Natália Garcia
Supervisor: Ayman Al-Hendy
Instituição Sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Illinois at Chicago (UIC), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:15/23482-6 - Estudo in vitro de inibidores da via de sinalização do Sonic Hedgehog em leiomioma e leiomiossarcoma uterinos, BP.DR
Assunto(s):Leiomiossarcoma   Leiomioma   Ginecologia   Transdução de sinais   Proteínas Hedgehog
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:leiomioma uterino | leiomiossarcoma | Sonic Hedgehog | Tratamento | Ginecologia Molecular

Resumo

Leiomioma (LM) e leiomiossarcoma (LMS) são tumores uterinos de origem mesenquimal. LM e LMS são neoplasias miometrias que apresentam o mesmo padrão de diferenciação celular, mas com progressão clínica completamente diferente. Vários estudos mostraram que alteração da ativação da via de sinalização Sonic Hedgehog (SHH) está relacionada ao desenvolvimento de diferentes tipos de câncer. Em um estudo anterior, nosso grupo avaliou o perfil de expressão das moléculas da via SHH no LM e LMS uterino. As proteínas SMO e GLI1 foram hiperexpressas em LMS, hipoexpressas em LM e ausentes no miometrio. Estes resultados despertaram o nosso interesse no potencial terapêutico destes inibidores da via nestes tumores, uma vez que algumas destas proteínas foram inibidas em outros tipos de cancro com resultados muito promissores. Assim, este projeto visa avaliar os efeitos in vitro e in vivo dos inibidores da via de sinalização SHH em LM e LMS. Para fazer isso, inicialmente, as linhas celulares serão usadas para inativação específica de SMO e GLI1 (usando iRNA/CRISPR-CAS9 ou inibidores específicos) ou aumento da expressão. Os efeitos inibitórios dos genes alvos serão avaliados pela análise da migração celular, proliferação e invasão. A indução de tumor de animais, para o tratamento com inibidores de SMO e GLI1, será realizada em camundonga Balb/c nude. Os ratos serão randomizados em grupos e receberão tratamento somente com medicamento ou veículo específico. O desenvolvimento do tamanho do tumor será medido. Analisaremos se a indução do aumento da expressão de SMO ou GLI pode levar a uma possível transformação tumoral em células do músculo liso uterino no modelo de camundongas. Após o tratamento, os tumores serão removidos e a expressão de genes e proteínas serão avaliados para a via Sonic Hedgehog. Todos os resultados serão analisados estatisticamente. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GARCIA, NATALIA; ULIN, MARA; ALI, MOHAMED; AL-HENDY, AYMAN; CARVALHO, KATIA CANDIDO; YANG, QIWEI. valuation of Hedgehog Pathway Inhibitors as a Therapeutic Option for Uterine Leiomyosarcoma Using the Xenograft Mode. REPRODUCTIVE SCIENCES, v. 29, n. 3, . (17/24448-1)
GARCIA, NATALIA; AL-HENDY, AYMAN; BARACAT, EDMUND C.; CARVALHO, KATIA CANDIDO; YANG, QIWEI. Targeting Hedgehog Pathway and DNA Methyltransferases in Uterine Leiomyosarcoma Cells. CELLS, v. 10, n. 1, . (17/24448-1)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.