Busca avançada
Ano de início
Entree

A política de avaliação do estado do Ceará de 2009 a 2016: interfaces com as políticas de avaliação do Governo Federal para o ensino médio

Processo: 17/21192-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Planejamento e Avaliação Educacional
Pesquisador responsável:Ocimar Munhoz Alavarse
Beneficiário:Maria Helena de Aguiar Bravo
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ensino médio   Governo federal   Ceará

Resumo

A avaliação externa tem assumido papel cada vez mais central na gestão da educação tanto como iniciativa do Governo Federal brasileiro, quanto dos estados, sendo apresentada, adicionalmente, como instrumento capaz de promover a qualidade de ensino. Pode-se considerar que o Saeb, especialmente a Prova Brasil e sua articulação com o Ideb, e o Enem, expressões da política de avaliação do MEC, foram marcos de indução ou de reiteração, ainda que com reformulações, de avaliações externas próprias dos estados, com incorporação de indicadores de qualidade educacional. O objetivo geral neste projeto é compreender a relação da política de avaliação do Ceará com aquelas emanadas do Governo Federal, particularmente com vistas ao ensino médio, no período 2009-2016, de modo a responder à seguinte questão de pesquisa: como se dá a articulação da política de avaliação do Ceará com o Saeb (Aneb) e o Enem em Fortaleza? Tal questionamento nos leva a considerar como hipótese que as iniciativas de avaliação do Governo Federal influenciam as ações de âmbito local e, como no Ceará já se apresentava um longo histórico, supõe-se que esta influência aconteceria de maneira simbiótica, reverberando também nas escolas. Isto posto, optamos por investigar a regional da Seduc em Fortaleza (Sefor) para apreender as ações desenvolvidas pela Coave enquanto principal instância de implementação da política de avaliação do estado. Considerando a complexidade do processo avaliativo, adotaremos nessa investigação uma abordagem qualitativa de pesquisa. Para contextualizar essas políticas e identificar suas características mais salientes, procederemos ainda com a coleta de propostas e ações das políticas educacionais no que concerne às avaliações externas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)