Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de armadilhas de pelo para amostragem genética de veados do gênero Mazama

Processo: 16/26044-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:José Maurício Barbanti Duarte
Beneficiário:Vinicius Strabelli dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Animais selvagens   Veados   Mazama bororo   Pêlos de animal

Resumo

O uso da amostragem não invasiva ampliou os estudos na área de genética de animais selvagens. Dentre os materiais biológicos que podem ser coletados, os pelos são uma boa opção de material não invasivo devido à qualidade de DNA que possuem. A coleta desse material exige a elaboração de armadilhas, sendo que diversos estudos foram realizados com animais no hemisfério norte. Entretanto, o uso dessa metodologia ainda é escasso em animais neotropicais com comportamento evasivo, como é o caso dos veados do gênero Mazama. O presente trabalho busca desenvolver uma armadilha de pelos que possa ser aplicada a esse grupo em ambiente natural. Para o desenvolvimento das armadilhas serão testadas diferentes superfícies adesivas como também diferentes arranjos de estrutura, visando a adaptação para cada uma das cinco espécies de Mazama existentes no Brasil. Será avaliado o número de pelos deixados de cada armadilha e a viabilidade de seleção de espécie pela configuração da mesma. Espera-se obter um método efetivo e prático de obtenção desta matriz biológica em cervídeos florestais brasileiros. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)