Busca avançada
Ano de início
Entree

Utilização de colmeia com dois alvados em casas de vegetação para polinização de melão Cantaloupe

Processo: 17/18639-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Ecologia dos Animais Domésticos e Etologia
Pesquisador responsável:Daniel Nicodemo
Beneficiário:Flávio Franco Trivellato
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Dracena. Dracena , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia reprodutiva   Abelhas   Colmeias   Polinização   Melão   Efeito estufa

Resumo

As abelhas melíferas africanizadas são polinizadores efetivos de diversas culturas, porém o manejo desses insetos em casas de vegetação deve ser aprimorado, pois o confinamento geralmente implica em declínio populacional da colmeia submetida a essa situação de estresse. O presente trabalho tem por objetivo verificar se a utilização de colmeias com dois alvados possibilita a mitigação dos efeitos prejudiciais ao desenvolvimento das colmeias submetidas ao confinamento em estufas e a obtenção satisfatória de melões Cantaloupe, no que diz respeito à demanda pelo serviço de polinização. Em outubro de 2017, 300 mudas de melão Cantaloupe serão transplantadas em duas estufas, nas quais será feita uma abertura na tela lateral anti-afídeo para a introdução das colmeias com dois alvados. Para avaliação da biologia floral, será verificado o número de flores produzidas por planta, o período de antese, a viabilidade dos grãos de pólen e a receptividade do estigma. Quanto aos ensaios de polinização, em uma das estufas a colmeia com dois alvados terá acesso para dentro da estufa desde o início do dia até às 12h e, na outra, tal acesso será permitido apenas entre 9 e 12h. Nos demais horários as abelhas serão liberadas para visitação do lado de fora das estufas. Será verificado o número de abelhas que saem e entram nas colmeias desde o início das atividades das abelhas até o final do dia. Cada colmeia permanecerá por 10 dias dentro da estufa, sendo substituída por outra colmeia até o final do período de floração. Será feito o mapeamento dos quadros após a retirada das colmeias das estufas. Será verificado o número de abelhas que visitam as flores dentro da estufa. Quanto a produção de frutos, serão avaliadas flores pistiladas abertas e vedadas a visitação de insetos e visitadas por um número definido de abelhas (2, 4 ou 8 visitas). Será determinada a taxa de frutificação, o peso dos frutos obtidos e o teor de brix da polpa dos frutos. Para as análises estatísticas, os dados obtidos serão submetidos a análise de variância e para as comparações múltiplas será utilizado o teste de Tukey, ao nível de significância de 5%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)