Busca avançada
Ano de início
Entree

O processo de gentrificação e o Elevado Presidente João Goulart (Minhocão)

Processo: 17/14577-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Luiz Guilherme Rivera de Castro
Beneficiário:Rafaella da Silva Ribeiro
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Gentrificação   Renovação urbana   Espaço urbano   Urbanismo

Resumo

Este projeto de pesquisa tem como objetivo compreender os processos de gentrificação na contemporaneidade, tomando como referência empírica as transformações que ocorrem em áreas próximas ao Elevado Presidente João Goulart - o Minhocão. A pesquisa pretende compreender e contribuir para o debate sobre as decisões urbanísticas relativas ao futuro do Minhocão e da região que atravessa. Para isso será realizada revisão bibliográfica e pesquisa documental, assim como pesquisa empírica com levantamento de dados em campo. O projeto de pesquisa introduz uma série de perspectivas distintas sobre o que vem à ser o termo e o processo de gentrificação, tomando principalmente como base as descrições e os pontos de vistas defendidos por Neil Smith - figura significativa quando se trata do termo gentrificação. Para Smith, o fenômeno da gentrificação, está atrelada à uma renovação urbana, à uma reestruturação urbana, à um processo de transformação presente no espaço geográfico constituído pela cidade; é um processo que tangencia à sociedade em seus aspectos econômicos, físicos, sociais, culturais, políticos e geográficos, consistindo em um fenômeno que representa o retorno de capital e de segmentos sociais de maior poder aquisitivo, à uma determinada área da cidade, favorecendo à valorização dessa localidade, contribuindo para a substituição de antigos moradores. Desta forma, à pesquisa toma como ponto de partida de análise deste processo, à área do Elevado Presidente João Goulart que passou por inúmeras modificações desde sua implantação na década de 1970, até os dias atuais, causando um grande processo de degradação física do espaço urbano adjacente à sua instalação, havendo inicialmente um êxodo de moradores de classe média/alta, dando espaço para a instalação de uma população menos favorecida economicamente. Dos anos 2000 em diante - mais especificamente o ano de 2006 -, à área passa por grandes transformações, dentre elas o retorno da classe média as moradias do entorno - tendo de conviver com a população já residente - e à elaboração de um concurso de ideias - Prêmio Prestes Maia - para gerar novas propostas e novas visões para à área em questão, durante à gestão do Prefeito José Serra (PSDB).Desde então - e com a nova formulação do Plano Diretor da cidade de São Paulo no ano de 2014 -, fomentações foram geradas sobre o futuro do Minhocão; desmonte ou parque? Esse questionamento passa por um período de grande debate na cidade, tanto por meio dos moradores, quanto de todas aquelas pessoas interessadas em questões vigentes no espaço urbano. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)