Busca avançada
Ano de início
Entree

Engenharia de película adquirida para o controle da erosão dentária: avaliação in situ do potencial protetor de uma nova cistatina derivada da cana-de-açúcar

Processo: 17/04857-4
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontologia Social e Preventiva
Pesquisador responsável:Marília Afonso Rabelo Buzalaf
Beneficiário:Vinícius Taioqui Pelá
Instituição Sede: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/08437-5 - Engenharia da película adquirida para proteção contra a erosão dentária: uso de um novo refletômetro óptico portátil para avaliar o papel protetor de proteínas/peptídeos, BE.EP.DR
Assunto(s):Erosão dentária   Película dentária   Bioquímica   Cistatinas   Cana-de-açúcar
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Canecpi-5 | erosão dentária | película adquirida | Bioquímica

Resumo

Recentemente, procedimentos envolvendo "Engenharia de Película adquirida" têm sido propostos como uma nova estratégia para o controle da erosão dentária. A incorporação de ativos em soluções para bochecho ou géis, poderia favorecer habilidade da Película Adquirida do Esmalte (PAE) em proteger contra a erosão. Experimentos preliminares do nosso grupo revelaram que a CaneCPI-5, uma proteína da cana-de açúcar, foi capaz de proteger o esmalte contra a erosão inicial in vitro. Assim, este projeto apresenta dois objetivos gerais: 1) comparar a composição proteica da PAE formada in vitro, in situ e in vivo; 2) avaliar o potencial protetor da modificação da PAE com CaneCPI-5 (em diferentes veículos de aplicação) contra a erosão dentária in situ. No primeiro estudo, 96 espécimes de esmalte humano (4x4mm) serão confeccionados e divididos para as etapas in vitro e in situ. Para a etapa in vitro, saliva não estimulada será coletada de 8 voluntários para a formação da PAE por duas horas. A PAE será coletada com bolas de algodão fervidas por 1 minuto em solução de SDS. Para a etapa in situ, 8 voluntários utilizarão um aparelho mandibular removível por duas horas, contendo 6 blocos de esmalte cada. A coleta será feita utilizando um papel filtro de eletrodo pré-mergulhado em ácido cítrico 3%. Na etapa in vivo, a coleta será da mesma forma da etapa in situ, mas a PAE será coletada da superfície vestibular dos dentes superiores e inferiores. Todas as amostras serão processadas por nLC-ESI-MS/MS. Os espectros MS/MS obtidos serão confrontados com bases de dados proteínas humanas. A significância das razões de expressão relativa será expressa como p<0,05 para as proteínas subrreguladas e 1-p>0,95 para as proteínas superreguladas. Na segunda etapa do projeto, serão confeccionados 360 espécimes de esmalte bovino e divididos em dois grandes grupos: solução (n=180) e gel (n=180). Cada grupo será dividido em dois tipos de procedimento: erosão (n=90) e erosão+abrasão (n=90) e para cada um deles o estudo será conduzido em 3 fases de acordo com o tratamento: solução experimental CaneCPI-5 0,1 mg/ml (n=30); solução comercial com SnCl2/NaF/AmF (n=30); solução placebo (água destilada) (n=30). 15 voluntários utilizarão um aparelho palatino por 5 dias em cada fase, sendo realizado desafio erosivo com ácido cítrico a 0,1%, seguido ou não por desafio abrasivo. A avaliação do desgaste será feita por perfilometria de contato. Os dados serão checados em relação à normalidade e homogeneidade, para seleção do teste estatístico apropriado (p<0,05). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (5)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CARLOS CONDARCO GIRONDA; VINÍCIUS TAIOQUI PELÁ; FLÁVIO HENRIQUE-SILVA; ALBERTO CARLOS BOTAZZO DELBEM; JULIANO PELIM PESSAN; MARÍLIA AFONSO RABELO BUZALAF. New insights into the anti-erosive property of a sugarcane-derived cystatin: different vehicle of application and potential mechanism of action. Journal of Applied Oral Science, v. 30, . (17/04857-4, 18/12041-7)
PELA, VINICIUS T.; LUNARDELLI, JOAO G. Q.; VENTURA, TALITA M. O.; CAMILOTI, GABRIEL D.; BAUMANN, TOMMY; CARVALHO, THIAGO S.; LUSSI, ADRIAN; BUZALAF, MARILIA A. R.. Proteomic profiles of the acquired enamel pellicle formed in vitro, in situ, or in vivo. European Journal of Oral Sciences, v. 128, n. 6, . (17/26376-8, 17/04857-4, 18/12041-7, 17/05031-2)
PELA, VINICIUS TAIOQUI; BRITO, LEONARDO; TAIRA, EVEN AKEMI; HENRIQUE-SILVA, FLAVIO; PIERETTI, JOANA CLAUDIO; SEABRA, AMEDEA BAROZZI; BALDINI CARDOSO, CRISTIANE DE ALMEIDA; DE SOUZA, EDUARDO PEREIRA; GROISMAN, SONIA; RODRIGUES, MARCELA CHARANTOLA; et al. Preventive effect of chitosan gel containing CaneCPI-5 against enamel erosive wear in situ. CLINICAL ORAL INVESTIGATIONS, v. 26, n. 11, p. 9-pg., . (20/03646-2, 18/08194-2, 17/04857-4, 18/12041-7, 21/02366-9)
PELA, VINICIUS TAIOQUI; VENTURA, TALITA MENDES OLIVEIRA; TAIRA, EVEN AKEMI; THOMASSIAN, LARISSA TERCILIA GRIZZO; BRITO, LEONARDO; MATUHARA, YAN EIJI; HENRIQUE-SILVA, FLAVIO; GROISMAN, SONIA; CARVALHO, THIAGO SAADS; LUSSI, ADRIAN; et al. Use of Reflectometer Optipen to assess the preventive effect of a sugarcane cystatin on initial dental erosion in vivo. JOURNAL OF THE MECHANICAL BEHAVIOR OF BIOMEDICAL MATERIALS, v. 141, p. 6-pg., . (17/04857-4, 19/26070-1, 19/08437-5, 18/12041-7)
VINÍCIUS TAIOQUI PELÁ; TALITA MENDES OLIVEIRA VENTURA; MARÍLIA AFONSO RABELO BUZALAF. Optimizing the formation of the acquired enamel pellicle in vitro for proteomic analysis. Journal of Applied Oral Science, v. 28, . (17/04857-4, 17/05031-2)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.