Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência do estradiol sobre a mobilização leucocitária e a inflamação pulmonar após a morte encefálica

Processo: 17/11798-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 31 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Ana Cristina Breithaupt Faloppa
Beneficiário:Marina Vidal dos Santos
Instituição-sede: Instituto do Coração Professor Euryclides de Jesus Zerbini (INCOR). Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Estradiol   Hormônios sexuais femininos   Inflamação   Resposta inflamatória   Imunidade inata   Pulmão   Morte encefálica

Resumo

O transplante de pulmão é a opção de tratamento para muitos pacientes em estágio final de doença, sendo indivíduos em morte encefálica (ME) a principal fonte de órgãos para transplante. Estudos clínicos e experimentais apontam para o impacto da ME sobre a viabilidade dos órgãos no transplante. A ME desencadeia a ativação da resposta inflamatória, com o aumento da expressão de moléculas de adesão endotelial, liberação de citocinas e quimiocinas e infiltrado leucocitário em diversos órgãos. Estudos clínicos apontam a importância do gênero do doador como um dos fatores que influenciam o prognóstico do transplante. Há evidências da influência dos hormônios sexuais femininos (HSF) no processo inflamatório, uma vez que estes alteram a expressão de moléculas de adesão por leucócitos circulantes e células endoteliais, exercendo também efeitos em sua ativação. Resultados anteriores com o modelo experimental de morte encefálica evidenciaram maior quadro inflamatório pulmonar em ratas quando comparadas a machos e revelaram, paralelamente, a redução aguda nas concentrações de HSF. Ainda em modelos de isquemia, choque hemorrágico ou sepse, o tratamento com HSF, em especial com estradiol, mostrou efeitos protetores na inflamação pulmonar. Dessa forma, neste projeto pretende-se estudar o efeito de um tratamento contínuo de estradiol em ratas submetidas a ME, como forma de controlar a inflamação pulmonar. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RICARDO-DA-SILVA, FERNANDA YAMAMOTO; ARMSTRONG JR, ROBERTO; VIDAL-DOS-SANTOS, MARINA; CORREIA, CRISTIANO DE JESUS; COUTINHO E SILVA, RAPHAEL DOS SANTOS; DA ANUNCIACAO, LUCAS FERREIRA; PINHO MOREIRA, LUIZ FELIPE; DERK LEUVENINK, HENDRIK GERRIT; BREITHAUPT-FALOPPA, ANA CRISTINA. 17 beta-Estradiol Treatment Protects Lungs Against Brain Death Effects in Female Rat Donor. TRANSPLANTATION, v. 105, n. 4, p. 775-784, . (17/11798-4, 16/03692-9, 18/07289-0)
FERNANDA YAMAMOTO RICARDO-DA-SILVA; ROBERTO ARMSTRONG-JR; MARINA VIDAL-DOS-SANTOS; CRISTIANO DE JESUS CORREIA; RAPHAEL DOS SANTOS COUTINHO E SILVA; LUCAS FERREIRA DA ANUNCIAÇÃO; LUIZ FELIPE PINHO MOREIRA; HENRI GERRIT DERK LEUVENINK; ANA CRISTINA BREITHAUPT-FALOPPA. Long–term lung inflammation is reduced by estradiol treatment in brain dead female rats. Clinics, v. 76, . (17/11798-4, 16/03692-9, 18/07289-0)
RICARDO-DA-SILVA, FERNANDA YAMAMOTO; ARMSTRONG-JR, ROBERTO; VIDAL-DOS-SANTOS, MARINA; CORREIA, CRISTIANO DE JESUS; SILVA, RAPHAEL DOS SANTOS COUTINHO E; ANUNCIACAO, LUCAS FERREIRA DA; MOREIRA, LUIZ FELIPE PINHO; LEUVENINK, HENRI GERRIT DERK; BREITHAUPT-FALOPPA, ANA CRISTINA. Long-term lung inflammation is reduced by estradiol treatment in brain dead female rats. Clinics, v. 76, . (16/03692-9, 17/11798-4, 18/07289-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.