Busca avançada
Ano de início
Entree

Aprendizagem do repertório verbal na educação infantil: um estudo exploratório

Processo: 17/09636-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Andréia Schmidt
Beneficiário:Claudia Daiane Batista Bettio
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Educação infantil   Desenvolvimento infantil   Análise do comportamento   Aprendizagem   Aquisição da linguagem   Crianças

Resumo

A Educação Infantil objetiva promover o desenvolvimento integral da criança de 0 a 5 anos. Dentre as dimensões que devem ser desenvolvidas está a linguagem. Da perspectiva da Análise do Comportamento, linguagem é comportamento verbal. O desenvolvimento do repertório verbal depende de um aparato biológico apropriado e da manipulação de contingências ontogenéticas e culturais pela comunidade verbal. Pesquisas da área, predominantemente internacionais, têm indicado que existem características, especialmente na interação entre o adulto e a criança, que, quando presentes, favorecem a aprendizagem do repertório verbal. No contexto brasileiro atual, os objetivos que norteiam a educação infantil têm sido repensados, assim como a idade em que a escolarização se torna obrigatória. Devido a essas mudanças, discutir sobre condições que propiciam aprendizagem da linguagem nas escolas infantis é essencial. Um dos objetivos deste estudo é averiguar a presença de condições físicas e de interação (adulto-criança e criança-criança) que a literatura destaca como sendo importantes para a aprendizagem da linguagem por crianças, no cotidiano de uma escola municipal de educação infantil. Além disso, objetiva-se comparar essas mesmas condições, existentes em turmas de educação infantil com faixas etárias diferentes (2 anos e 4 anos de idade). Para tanto, será realizada uma pesquisa de campo observacional exploratória. Participarão do estudo duas turmas de uma instituição municipal de educação infantil, sendo uma com crianças de dois anos de idade e outra com quatro. No total, serão aproximadamente 50 crianças e seus respectivos professores. O procedimento envolverá quatro etapas: i) revisão de literatura sobre características de interação entre adultos e crianças que promovem o desenvolvimento de repertórios verbais; ii) ingresso nas salas de aula e triagem com as crianças, momento em que a pesquisadora fará observações de trinta minutos diários nas duas turmas, durante uma semana, para que os participantes se acostumem com a presença dela na sala e, na semana seguinte, realizará avaliações individuais das crianças; iii) observações em sala de trinta minutos semanais, durante aproximadamente três meses, em momentos de atividades dirigidas pelo(a) professor(a); iv) devolutiva à escola a respeito do trabalho desenvolvido, durante um encontro com os professores da instituição para discutir formas de promover a aprendizagem de repertório verbal pelas crianças, tendo em vista o que é mencionado na literatura e previsto na Base Nacional Comum Curricular. Os momentos de observação nas salas serão filmados e os dados serão transcritos e categorizados com base nos episódios verbais identificados na relação entre o professor e seus alunos. Além da interação entre professor e aluno, a literatura nacional menciona outras características que devem estar presentes no atendimento à criança para que haja um ensino de qualidade e essas características também serão categorizadas. Os dados obtidos serão registrados em protocolos de observação, por meio de registro de evento, identificando-se a frequência com que cada categoria aparece. Esses dados serão tratados por meio de estatística descritiva. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CLAUDIA DAIANE BATISTA BETTIO; MARINA REZENDE BAZON; ANDRÉIA SCHMIDT. FATORES DE RISCO E DE PROTEÇÃO PARA ATRASOS NO DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM. Psicol. estud., v. 24, . (17/09636-6)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
BETTIO, Claudia Daiane Batista. Ensino de repertório verbal na educação infantil: um estudo observacional. 2019. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (PCARP/BC) Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.