Busca avançada
Ano de início
Entree

Eficácia da laserterapia e laseracupuntura no tratamento de parestesia em pacientes submetidos a cirurgias de implantes e extração de terceiros molares inferiores

Processo: 16/16701-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2017
Vigência (Término): 30 de setembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Patricia Moreira de Freitas Costa e Silva
Beneficiário:Karolyne Dias Carvalho Moschella de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FO). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Parestesia   Terapia a laser de baixa intensidade   Laser   Terapia a laser

Resumo

Extrações de terceiros molares inferiores e colocações de implantes são cirurgias comuns na prática clínica Odontológica que podem promover, mesmo com as devidas precauções, a parestesia, pela proximidade anatômica do dente com o nervo alveolar inferior. A terapia com laser de baixa potência (fotobiomodulação - FBM) estimula a reparação tecidual a partir da absorção dessa luz pelo tecido irradiado. A FBM pode ser realizada com a aplicação do laser sobre a toda a trajetória do nervo comprometido (laserterapia) ou, apenas em pontos de acupuntura da face. A laserterapia demanda de um tempo de sessão clínica muito maior. Dessa maneira, este ensaio clínico randomizado, cego, controlado, em paralelo, tem como finalidade avaliar o retorno sensitivo do nervo alveolar inferior quando utilizadas uma das duas técnicas de FBM pacientes com parestesia, pós-extração de terceiros molares inferiores e cirurgia de implantes. Serão selecionados 90 voluntários que tiveram a deficiência sensitiva após extração de terceiro(s) molar(es) inferior(es) acometendo o nervo alveolar inferior. Os voluntários serão aleatoriamente divididos em três grupos (n=30): Grupo 1 - Medicação sistêmica - Serão medicados com um composto de ribonucleotídeos pirimidínicos CMP e UTP (ETNA®, 02 cápsulas de 8/8 hrs, 30 dias).; Grupo 2 - Irradiados a partir da laserterapia (808 nm, 100 mw, 40 segundos/ponto, 4 J de energia/ponto, distância de 1 cm entre cada ponto de irradiação, no modo contínuo, diâmetro do feixe de 0,028 cm2) no trajeto do laser alveolar inferior do lado acometido; Grupo 3 - Irradiados a partir da laseracupuntura - irradiados nas mesmas condições que grupo 2, porém apenas nos pontos de acupuntura do lado comprometido: Estômago 4 (E4), Ponto extra (M-CP-18), Vaso-concepção 24 (VC-24), Estômago 5 (VC-24), Estômago 6 (E6) e Crâniopuntura (ponto A). Todos os sujeitos serão entrevistados quanto a queixas de dormência e/ou disestesias, anormalidades gustativas e/ou olfativas, e quanto a hábitos como tabaco ou bebidas alcoólicas. Em seguida, serão submetidos a um protocolo padronizado de avaliação, que consiste em 8 testes, agrupados conforme segue: escala analógica visual (VAS), limiares gustativos e olfativos; limiares de percepção térmica ao frio e calor; limiares de percepção mecânica táctil e vibratória; percepção dolorosa com limiares de dor de superfície e teste de discriminação de dois pontos. A avaliação será realizada na primeira, décima e vigésima sessão clínica de tratamento (pré-intervenção terapêutica) e passados 6 meses da última irradiação. Os dados coletados nas sessões avaliativas serão transcritos para fichas específicas. Considerando que as respostas aos testes serão categorizadas em 2 níveis (com sensibilidade ou sem sensibilidade), será realizada uma análise comparativa e descritiva dos dados e realizados os testes de ANOVA e Shapiro-Wilk, adotando-se o nível de significância 5%. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
. Eficácia da laserterapia e da laseracupuntura no tratamento de parestesia em pacientes submetidos à cirurgias de implantes e extração de terceiros molares inferiores. 2018. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Odontologia (FO/SDO) São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.