Busca avançada
Ano de início
Entree

A qualidade do gerenciamento da disfagia na enfermaria de neurologia do HC-Unicamp: um estudo retrospectivo da atuação dos residentes em fonoaudiologia

Processo: 17/01944-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Lucia Figueiredo Mourão
Beneficiário:Bianca de Souza Felippe
Instituição-sede: Hospital de Clínicas (HC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Transtornos de deglutição   Residência médica

Resumo

A presente pesquisa pretende evidenciar a importância de um profissional qualificado, como o fonoaudiólogo, dentro da equipe multidisciplinar, para o gerenciamento de casos de disfagia em um hospital público, favorecendo a eficiência e efetividade nos serviços oferecidos. Objetivo: O presente estudo busca avaliar e comparar, por meio do uso de indicadores, a qualidade do gerenciamento da disfagia na Enfermaria de Neurologia do HC-Unicamp, prestado pelo profissional fonoaudiólogo. Método: A coleta e análise de dados serão realizadas por meio de um estudo retrospectivo de prontuários dos pacientes que frequentaram a Enfermaria de Neurologia no HC-Unicamp, entre os períodos de Agosto à Janeiro de 2013 e Agosto à Janeiro de 2014. Foram incluídos no estudo pacientes adultos e idosos, internados na enfermaria de neurologia e que foram encaminhados para triagem da deglutição, devido a queixa ou diagnóstico de alguma afecção que cursa com disfagia orofaríngea, apresentando dificuldades de deglutição. Análise de Dados: A forma de análise será feita através dos dados colhidos nos prontuários e dividida em dois momentos: 1) análise do levantamento de dados pessoais do paciente. As informações pessoais não serão usadas e divulgadas no estudo, mas são importantes para a caracterização do caso. Será mantido o sigilo e anonimato das informações extraídas dos prontuários. 2) Análise do levantamento segundo a queixa do paciente, avaliando: diagnóstico da doença (segundo o CID), tempo de internação, eventos de infecções/pneumonia (pré ou pós-internação), número de avaliações e atendimentos fonoaudiológicos, tempo para avaliação da deglutição, tempo de introdução da via alternativa de alimentação (V.A.A), tempo para reintrodução de alimentação por via oral, presença ou não de broncoaspiração e uso de sonda nasoenteral. Posteriormente, a análise contará com o registro das informações em tabelas, comparando os resultados encontrados entre os anos de 2013 e 2014. Resultados esperados: Os resultados científicos que se espera obter com a pesquisa é a comprovação da importância do fonoaudiólogo inserido na equipe multidisciplinar de hospitais de grande porte, para atuar, prevenir e solucionar os casos de disfagia, contribuindo para a resolubilidade das queixas. Além disso, se espera evidenciar o fonoaudiólogo como profissional capacitado para diminuir os riscos de disfagia e o tempo de internação de pacientes no hospital, com consequente redução dos custos hospitalares. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)