Busca avançada
Ano de início
Entree

Controle autonômico cardíaco em situação pré e pós-prandial na tilápia-do-Nilo, Oreochromis niloticus

Processo: 17/01616-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2017
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Fisiologia dos Grupos Recentes
Pesquisador responsável:Luiz Henrique Florindo
Beneficiário:Igor Noll Guagnoni
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Oreochromis niloticus   Tilápia-do-Nilo   Fisiologia cardiovascular   Digestão animal   Sistema nervoso autônomo

Resumo

A alimentação exige a ocorrência de uma série de ajustes fisiológicos a fim de suprir as demandas energéticas dos organismos. Dentre esses ajustes, comumente referidos como Ação Dinâmica Específica (SDA), destaca-se um aumento na frequência cardíaca e no débito cardíaco dos animais para suprir o aumento na demanda aeróbica relacionada a digestão - a qual deriva principalmente do sistema gastrointestinal. Desse modo, é necessário que ajustes cardiovasculares aconteçam para modulação sistêmica do organismo, ocorrendo, por exemplo, aumento na frequência cardíaca (fH) e no débito cardíaco (QC). Na maioria dos animais ectotérmicos até hoje estudados a taquicardia pós-prandial é desencadeada pela redução do tônus vagal em combinação com fatores não-adrenérgicos não-colinérgicos (NANC). Em contrapartida, tal ajuste estudado em uma única espécie de peixe teleósteo, Dicentrarchus labrax, demonstrou apenas a participação da redução do tônus colinérgico, não exibindo a ação de fatores NANC. Como a modulação da taquicardia pós-prandial em peixes teleósteos foi investigada apenas em uma única espécie, é evidente a existência de uma lacuna nesse conhecimento fisiológico dentro do grupo dos vertebrados. Neste contexto, utilizando como modelo experimental a Tilápia-do-Nilo (Oreochromis niloticus), a presente proposta tem como objetivo calcular o tônus autonômico cardíaco de O. niloticus durante jejum e pós alimentação, para verificar qual é a influência do sistema nervoso autônomo no coração nestas situações, para investigar qual é a influência do sistema nervoso autônomo na modulação da taquicardia pós-prandial nessa espécie, assim como verificar se há influência de fatores NANC na modulação desse ajuste nesses animais, dando prosseguimento às investigações da modulação cardíaca pós-prandial em teleósteos. Para isso, os animais serão separados em dois grupos experimentais, nos quais ambos passarão por um processo de jejum prolongado de 96 horas anteriormente a instrumentalização. No entanto, um dos grupos será alimentado até a saciedade anteriormente ao processo de instrumentalização. A partir disso, os animais serão instrumentalizados com eletrodos-agulha subcutâneos, cânulas bucal e intraperitoneal (administração de fármacos), a fim de registrar fH, amplitude ventilatória (VAMP) e frequência respiratória (fR). Os dados serão coletados em três etapas com períodos de uma hora cada: inicialmente com os animais não tratados, posteriormente a administração do antagonista muscarínico colinérgico atropina, e após o estabelecimento de um duplo bloqueio autonômico cardíaco com atropina e propranolol (antagonista beta-adrenérgico). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GUAGNONI, IGOR NOLL; ARMELIN, VINICIUS ARAUJO; DA SILVA BRAGA, VICTOR HUGO; RANTIN, FRANCISCO TADEU; FLORINDO, LUIZ HENRIQUE. Postprandial cardiorespiratory responses and the regulation of digestion-associated tachycardia in Nile tilapia (Oreochromis niloticus). JOURNAL OF COMPARATIVE PHYSIOLOGY B-BIOCHEMICAL SYSTEMIC AND ENVIRONMENTAL, v. 191, n. 1, p. 55-67, JAN 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.