Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigando um efeito poligênico em dados genômicos de pacientes com encefalopatias epilépticas da infância (EEI)

Processo: 17/00648-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2017
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Iscia Teresinha Lopes Cendes
Beneficiário:Helena Tadiello de Moraes
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07559-3 - Instituto Brasileiro de Neurociência e Neurotecnologia - BRAINN, AP.CEPID
Assunto(s):Neurologia

Resumo

As encefalopatias epilépticas da infância (EEI) formam um grupo de epilepsias graves, geralmente resistentes ao tratamento medicamentoso e associadas a atraso do desenvolvimento neuropsíquico-motor e cognitivo. O diagnóstico das EEI ainda é baseado exclusivamente em características clinicas e resultados de eletroencefalograma e a etiologia; na maioria dos pacientes, permanece desconhecida. Com o avanço de estudos moleculares nos últimos cinco anos, uma série de novas mutações associadas às EEIs foi descrita. No entanto, uma parcela significativa dos pacientes ainda permanece sem identificação de variantes genéticas de efeito maior (assumindo um modelo monogênico de herança), mesmo após a realização do sequenciamento completo do exoma humano. Isso posto, o objetivo principal deste trabalho é aplicar novos paradigmas analíticos para identificar e investigar alterações genéticas seguido modelos complexos de herança. Utilizaremos dados de sequenciamento completo do exoma humano de uma grande coorte de pacientes com EEI. Nossa proposta aplicará algoritmos que permitem considerar um efeito poligênico, cumulativo em genes de uma mesma via molecular ou de vias diferentes, mas com potencial de efeito aditivo no fenótipo. Ao final de nosso trabalho teremos aplicado e testado a hipótese inédita de que casos de EEI podem ser causados por mutações de efeito individual menor, ocorrendo em vários genes de uma via comum ou em vias que podem convergir para um efeito final maior no fenótipo. Este trabalho tem o potencial de mudar todo o paradigma analítico atualmente usado no diagnóstico molecular das EEI, além de levar a informações valiosas sobre a etiologia e investigação molecular dessas formas graves de epilepsia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MAGALHAES, PEDRO H. M.; MORAES, HELENA T.; ATHIE, MARIA C. P.; SECOLIN, RODRIGO; LOPES-CENDES, ISCIA. New avenues in molecular genetics for the diagnosis and application of therapeutics to the epilepsies. Epilepsy & Behavior, v. 121, n. B, . (13/19524-0, 17/00648-1, 13/07559-3)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.